Rubinho: vantagem de não ser favorito

O piloto Rubens Barrichello vê alguma vantagem no fato de a Ferrari não entrar como favorita para ganhar o Grande Prêmio do Brasil de F-1, que será disputado neste domingo em Interlagos. De acordo com ele, esse fato tira a pressão sobre a equipe e isso pode ser benéfico. ?Nós temos que ser realistas. Não estamos vindo como favoritos, mas não ter pressão pode ser positivo?, disse o piloto nesta quarta-feira, em entrevista coletiva em São Paulo. ?Uma série de coisas podem nos fazer ganhar a corrida?, avaliou.Rubinho comentou sobre a possibilidade de chuva no domingo, mas evitou comparações entre Interlagos e Spa Francorchamps ( GP disputado no dia 11 de setembro na Bélgica). ?Em Spa foi muito complicado. Estava muito frio e a pista molhada demorou para secar. Aqui (Interlagos) não dá para calcular nossas chances. Eu sei que ganhar a prova é uma porcentagem pequena, mas existe. O equipamento não promete, mas eu tentarei?, disse.De acordo com a previsão da meteorologio, as chances de chuva em Interlagos na hora da corrida (a partir das 14 horas) é de 70%. Rubinho diz que gosta muito de correr no Brasil. ?Um time de futebol joga melhor em casa e na Fórmula 1 também é assim?, comparou. O piloto brasileiro - que no ano que vem vai correr pela BAR - aposta no título de Fernando Alonso. ?Não tenho dúvida de que o Alonso vai ser campeão e acho bom que isso possa acontecer no Brasil. É bom para os torcedores brasileiros?, finalizou.Rubens Barricello deverá estar em Interlagos apenas nesta quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.