Rússia negocia renovação de contrato e quer realizar prova noturna na Fórmula 1

O governo russo disse que está em negociações para prorrogar o seu contratar com a intenção de sediar uma prova da Fórmula 1 para além de 2020 e também quer torná-la uma corrida noturna. Em uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, o vice-primeiro-ministro Dmitry Kozak disse que o país deseja seguir o exemplo de Cingapura e atrair mais fãs com a mudança do horário da prova para o período noturno, de acordo com agências de notícias estatais.

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2015 | 14h28

"No momento atual, estamos mantendo conversações para estender o período do contrato, que termina em 2020, e também nos movimentando para mudar o período da corrida em Sochi do dia para a noite, pois essas corridas são mais populares", disse Kozak.

O promotor da corrida de Sochi, Sergei Vorobyov, disse que a mudança para uma prova noturna seria "mais provável" de acontecer em 2017. Uma corrida noturna no próximo ano é "improvável", declarou.

A primeira edição do GP da Rússia foi realizada em outubro de 2014, em um circuito construído em torno de algumas instalações utilizadas nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, no ano passado. A prova russa é a próxima do calendário da Fórmula 1 e será disputada em 11 de outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.