Yong Teck Lim / AP Photo
Yong Teck Lim / AP Photo

Sainz celebra acordo com a Renault para 2018: 'Início de um capítulo emocionante'

Campeão da GP2, Pierre Gasly deve ser o substituto do espanhol na Toro Rosso

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2017 | 10h41

As mudanças no fornecimento de motores de algumas equipes da Fórmula 1, anunciada nesta sexta-feira, também provocou mudanças entre os pilotos. O espanhol Carlos Sainz Jr. continuará tendo vínculo com a Red Bull, mas vai correr na temporada 2018 pela Renault. E ele celebrou o acordo após competir desde 2015 pela Toro Rosso.

"Estou muito feliz por me juntar à Renault. Ser um piloto de Fórmula 1 por uma equipe de fabricantes é uma honra e espero recompensar a fé da Renault em mim com minhas melhores performances na pista", afirmou o espanhol, de 23 anos.

Sainz formará a dupla de pilotos da Renault com o alemão Nico Hulkenberg, ocupando a vaga que vinha sendo do britânico Jolyon Palmer. Até agora, ele disputou 53 provas na Fórmula 1, com cem pontos marcados, tendo alguns sextos lugares como melhores resultados. O espanhol garantiu estar empolgado com o novo passo na sua carreira, além de elogiar a Red Bull e a Toro Rosso.

"Este é o início de um novo capítulo muito emocionante na minha carreira", afirmou. "Gostaria de agradecer a Red Bull por toda a sua confiança e apoio e por me permitir aproveitar esta oportunidade. Por último, mas, não menos importante, agradeço especialmente todas as pessoas que trabalham na Toro Rosso. Eles são uma fantástica equipe de profissionais e desejo-lhes o melhor para o futuro", completou.

A tendência é de que a vaga de Sainz na Toro Rosso seja ocupada pelo francês Pierre Gasly, campeão da GP2, agora denominada Fórmula 2, em 2016. Mas a Red Bull garante que seguirá monitorando a carreira o espanhol. "Isso dará a Carlos um desafio diferente e nós iremos observar seu progresso lá, pois ele continua sendo parte da família Red Bull", disse Helmut Marko, consultor da Red Bull.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1RenaultCarlos Sainz Jr.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.