GABRIEL BOUYS / AFP
GABRIEL BOUYS / AFP

Sainz diz confiar em recuperação diante de seus torcedores no GP da Espanha de Fórmula 1

'Não estou orgulhoso da situação, mas tenho lutado pelo primeiro lugar', disse o piloto de 27 anos nascido em Madrid

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2022 | 14h12

Na briga doméstica entre os pilotos da Ferrari, Carlos Sainz (3º colocado) acabou superado pelo monegasco Charles Leclerc (pole-position) no grid que definiu o Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1. No entanto, o piloto espanhol disse não estar preocupado e falou que o acerto com o carro está cada vez mais próximo.

“Sinto que estou ao alcance (de uma melhora), que essa situação pode mudar em qualquer final de semana. Assim que eu descobrir a maneira exata de acertar o carro para o meu gosto, as coisas podem acontecer. Não estou orgulhoso da situação, mas tenho lutado pelo primeiro lugar”, afirmou o espanhol.

No histórico particular entre os dois pilotos ferraristas, Leclerc tem levado vantagem, já que superou Sainz nas cinco corridas  disputadas nesta temporada. No entanto, o espanhol acredita que o panorama está perto de mudar em função dos progressos com seu carro.

“Quero adiantar que o objetivo não é apenas superar Charles, mas também vencer todos os outros pilotos com um carro competitivo. Não é segredo que ele (Leclerc) encontrou seu ritmo mais rapidamente. Estou lutando para isso também. A distância entre nós não é tão grande.”

 Sainz comentou ainda o fato de correr para seus torcedores, já que nasceu em Madrid. “Sem dúvida que o GP da Espanha vai ser especial. Tem sido incrível. A expectativa é de 300 mil pessoas durante todo o final de semana de treinos e 100 mil torcedores para o dia da corrida. É a primeira vez em muitos anos que vai estar cheio. A Fórmula 1 está crescendo em todos os lugares e a Espanha faz parte disso”, comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.