Sauber aposta em mescla entre experiência e juventude na F-1

Veterano Pedro de la Rosa dividirá as atenções da equipe com a promessa japonesa Kamui Kobayashi

EFE

30 de janeiro de 2010 | 16h36

Um dia antes dos primeiros testes coletivos da Fórmula 1 em 2010, a equipe Sauber apresentará neste domingo seus carros e pilotos para a próxima temporada, apostando em uma combinação entre juventude e experiência para surpreender no Mundial da categoria.

De 2006 até o ano passado, a equipe pertenceu à montadora alemã BMW, que decidiu vendê-la novamente ao fundador, o suíço Peter Sauber. A vaga no grid para 2010, no entanto, só foi garantida com a saída da Toyota.

Aos 39 anos, o espanhol Pedro de la Rosa, confirmado no último dia 19, estará em um dos cockpits da escuderia. Ele estreou na F-1 em 1999, na Arrows, onde ficou por duas temporadas. Em 2001 e 2002, defendeu a Jaguar, antes de se transferir para a McLaren, onde foi piloto de testes e chegou a disputar algumas provas. Seu melhor resultado foi a segunda colocação no GP da Hungria de 2006.

Em declarações ao site oficial da Sauber, o espanhol disse que a experiência acumulada por ele durante "muitos anos" pode ser um "elemento muito positivo" para a equipe. Além disso, afirmou que quer ajudar Kobayashi, a quem definiu como "rápido e jovem", mas com "menos rodagem".

Ao lado do espanhol, estará o jovem japonês Kamui Kobayashi, de 23 anos, uma das revelações da F-1 em 2009, quando correu pela extinta Toyota.

Apesar de seus poucos quilômetros na F-1, o japonês, logo em seu primeiro GP - o do Brasil -, surpreendeu por sua ousadia, fazendo várias ultrapassagens e terminando em décimo lugar. Em Abu Dhabi, Kobayashi conseguiu um sexto lugar, somando seus primeiros pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.