Divulgação
Divulgação

Sauber mantém dupla e renova contratos de Nasr e Ericsson

Novo vínculo é válido até o final da temporada 2016

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 09h13

A Sauber vai repetir a sua dupla de pilotos no próximo campeonato da Fórmula 1. Nesta quinta-feira, a equipe suíça anunciou a renovação dos contratos do brasileiro Felipe Nasr e do sueco Marcus Ericsson para a temporada 2016. O acerto foi revelado um diante antes do início das atividades do GP da Hungria, que antecederá a tradicional pausa do verão europeu da Fórmula 1.

A chefe da equipe Sauber, Monisha Kaltenborn, afirmou que a renovação antecipada dos contratos "mostra que os pilotos e a equipe têm a certeza de que estão na direção certa". Ela acrescentou que a Sauber tem "plena confiança nos talentos e habilidades de Marcus e Felipe".

Vivenciando o seu primeiro ano como piloto titular de uma equipe na Fórmula 1, Nasr festejou a renovação do seu contrato com a Sauber e destacou que ainda tem muito a aprender.

"É ótimo estar pilotando em mais uma temporada pela Sauber. A extensão do contrato com a Sauber é um passo importante na minha carreira. Durante a primeira metade da temporada, neste que é o meu ano de estreia, eu consegui ganhar muita experiência a partir da perspectiva de pilotagem, bem como no lado pessoal", disse.

O brasileiro lembrou o excelente desempenho que teve na sua estreia na Fórmula 1, em que assegurou o quinto lugar no GP da Austrália. Agora de contrato renovado, ele espera ajudar a Sauber a ter uma segunda metade de temporada ainda melhor após enfrentar dificuldades nas últimas corridas.

"Terminar em quinto lugar na minha primeira corrida de Fórmula 1, em Melbourne, no GP da Austrália, é de longe o meu melhor momento da carreira. Agora eu estou ansioso para a segunda metade da temporada. O meu objetivo é ajudar a equipe da melhor forma possível, e também no que diz respeito ao desenvolvimento do novo carro", afirmou.

Nasr tem 16 pontos no campeonato deste ano e é o 11º colocado no Mundial de Pilotos, enquanto Ericsson soma cinco pontos e está em 16º lugar. Esse desempenho deixa a Sauber na sétima colocação no Mundial de Construtores, com 21 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.