Luca Bruno/AP
Luca Bruno/AP

Sauber surpreende e anuncia saída de diretor técnico após 4 GPs

Equipe não revela a razão de ter demitido Jorg Zander, mesmo após bom início de temporada

Estadão Conteúdo

02 Maio 2018 | 16h58

Após a disputa de apenas quatro corridas na temporada da Fórmula 1, a Sauber surpreendeu nesta quarta-feira ao anunciar a demissão do seu diretor técnico, o alemão Jorg Zander. Sob a liderança de Zander na área técnica, a equipe suíça já somou em quatro etapas o dobro de pontos que obteve ao longo das 20 corridas do ano passado.

+ Fórmula 1 negocia realização de prova em Miami a partir de 2019

Sem revelar os motivos da saída imediata do projetista, a Sauber não apontou o nome de um substituto. Mas indicou que um grupo de profissionais deve liderar o departamento técnico, como já acontecera em anos anteriores.

"Vários chefes de departamentos e as lideranças do atual projeto vão continuar a trabalhar no desenvolvimento do modelo C37 e no carro de 2019 com a supervisão do chefe de equipe, Frederic Vasseur", disse o time suíço, em comunicado.

Zander foi chefe dos projetistas da Sauber, na época em parceria com a BMW, entre 2006 e 2007. Ele voltara à equipe suíça no fim de 2016 para tentar recuperar a equipe na F-1. No ano passado, contudo, a Sauber ainda sofreu com as dificuldades dos últimos anos e foi a última colocada no Mundial de Construtores.

Neste ano, porém, o time exibiu evolução nas pistas e já somou pontos em duas das quatro corridas já disputadas em 2018. "Gostaríamos de agradecer a ele por sua dedicação e desejamos a Jorg Zander todo o melhor e todo o sucesso no futuro", declarou o time.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Sauber automobilismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.