Helvio Romero/AE - 18/10/2009
Helvio Romero/AE - 18/10/2009

Sauber troca Pedro de la Rosa por Nick Heidfeld

Demissão pega o espanhol de surpresa e grid terá seis alemães neste fim de temporada

AE, Agência Estado

14 de setembro de 2010 | 08h36

HINWIL, Suíça - A Sauber anunciou nesta terça-feira que Nick Heidfeld assumirá um dos carros da equipe até o final da temporada da Fórmula 1, substituindo Pedro de la Rosa. O piloto alemão correu pela escuderia suíça entre 2001 e 2003 e entre 2006 e 2009, quando a equipe era dirigida pela BMW, já vai participar do GP de Cingapura.

Com a decisão, a Fórmula 1 terá seis pilotos alemães em um grid de 24 carros. "Foi uma decisão difícil", disse Peter Sauber, chefe da equipe, em um comunicado oficial. "Ao assinar com Nick, temos um piloto que sabemos muito bem quem vai nos ajudar a continuar a avaliar o potencial comparativo dos nosso carro".

Heidfeld deixou a equipe no final de 2009 na sequência da saída da BBM da Fórmula 1, e se tornou piloto de testes e reserva da Mercedes. Depois, ele deixou a função no mês passado para se tornar um piloto de testes para o pneu Pirelli, que voltará à Fórmula 1 no próximo ano.

O alemão de 33 anos disse estar "ansioso como um louco" para voltar a correr, e agradeceu a Peter Sauber "pela fé que ele colocou em mim". "Para mim é como voltar para casa, já que eu corri por sete anos pela equipe de Hinwil" disse Heidfeld. "Sem dúvida eu vou me sentir em casa imediatamente e isso deve me ajudar a familiarizar-me o mais rapidamente possível com o carro".

De la Rosa, de 39 anos, voltou a correr na Fórmula 1 nesta temporada com a Sauber, após sete anos como piloto de testes da McLaren. No entanto, ele vinha sendo superado pelo companheiro Kamui Kobayashi, fazendo apenas seis pontos no campeonato contra 21 do japonês, que tem contrato com a Sauber até o final da próxima temporada.

"Estou surpreso com a decisão da equipe, mas eu a respeito e gostaria de desejar a todos boa sorte no restante da temporada", disse De la Rosa. "Eu ainda pretendo estar na Fórmula 1 em 2011".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.