Schumacher apóia grito contra guerra

Nesta quinta-feira, quando todos os pilotos se apresentarão em Sepang, certamente a questão da guerra contra o Iraque será abordada, mas já nesta quarta-feira a assessora de imprensa de Schumacher, Sabine Kehn, passava aos jornalistas a opinião do alemão: "Michael disse que tem o maior respeito por essas pessoas que se manifestam contra o conflito. Sua posição é a mesma do governo alemão."A Alemanha criou um sério desgaste nas relações com os Estados Unidos por se negar a enviar tropas para o conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.