Schumacher diz que não sairá da Ferrari

O alemão Michael Schumacher tratou, nesta sexta-feira, de acabar com qualquer polêmica sobre sua não renovação, neste momento, com a Ferrari e, conseqüentemente, sua saída da escuderia italiana de Fórmula 1 após o encerramento de seu contrato, no final de 2006. Em seu site oficial, o heptacampeão afirmou que está muito feliz na Ferrari. ?Não sei quantas vezes já disse isso e nada mudou até agora. Realmente não há nada de novo para dizer?, disse Schumacher, que foi alvo de especulações de um jornal alemão nesta semana. O diário Bild noticiou que Schumacher, descontente com a decepcionante temporada, sairia da Ferrari em 2006 e daria seu lugar para o finlandês Kimi Raikkonen, da McLaren. No entanto, todas as partes envolvidas já negaram qualquer negociação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.