Thomas Kienzle/AP
Thomas Kienzle/AP

Schumacher diz que pode seguir na F-1 depois de 2012

'Não tem de ser o fim depois de três anos', afirma o alemão sobre chance de continuar na categoria

AE-AP, Agencia Estado

27 de janeiro de 2010 | 09h46

Sete vezes campeão da Fórmula 1, Michael Schumacher parece longe de estar totalmente satisfeito com o que já conquistou na categoria. O piloto, que assinou contrato com a Mercedes para correr nos próximos três anos pela escuderia, afirmou que não descarta a possibilidade de seguir na F-1 em 2013, após o fim do compromisso.

O corredor, que terá 44 anos ao fim do seu contrato com a Mercedes, fez a revelação em entrevista ao jornal alemão Bild. "Não tem de ser o fim depois de três anos", afirmou Schumacher, ressaltando que o tempo de compromisso firmado com ele foi uma ideia da Mercedes e um "sinal de confiança" em seu trabalho.

O veterano alemão afirmou que tinha certeza de que seria competitivo, embora admita que é "um pouco otimista" a possibilidade de ganhar um título no seu primeiro ano após o retorno à categoria. "Mas o (título) tem de ser o alvo e a nossa motivação", disse.

Schumacher ainda falou sobre o fato de correr pela Mercedes depois de tantos anos defendendo as cores da Ferrari, pela qual ganhou cinco títulos mundiais. "Eu tenho de prestar atenção para não entrar no box vermelho quando eu for trocar os pneus", brincou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.