Schumacher diz que se sente orgulhoso com retorno

Após três anos de aposentadoria, o alemão Michael Schumacher teve um retorno discreto às pistas. O heptacampeão mundial terminou o GP do Bahrein, que abriu a temporada 2010 da Fórmula 1, em sexto lugar, atrás de Nico Rosberg, seu companheiro na Mercedes. Ele, porém, se disse satisfeito com o desempenho e garantiu que não esperava ser tão competitivo.

AE, Agência Estado

15 de março de 2010 | 16h05

Veja também:

\"especial\" CALENDÁRIO - Todas as etapas de 2010

mais imagens GALERIA - Mais imagens da corrida

blog LIVIO - F-1, viagens e tecnologia

"Eu estou muito, muito feliz e orgulhoso de como foi, considerando que eu estava completamente fora por três anos e não tinha corrido na pista na minha preparação. Seria estranho eu entrar, sentar no carro e dar voltas nos outros. Eu, por minha parte, não assumi isso", afirmou Schumacher, em seu site oficial.

Schumacher garantiu que suportou bem fisicamente a prova no Bahrein. "Graças ao condicionamento físico, a corrida não foi tão difícil para mim e não fiquei cansado. Parte disso aconteceu graças aos pneus, que, no calor, não permitem mais velocidade", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.