Schumacher é pole; Rubinho larga em 7º

Michael Schumacher e a Ferrari voltaram a sua rotina: a dupla mais "ameaçadora" da Fórmula 1 larga neste domingo na pole position do GP da Europa, no circuito de Nurburgring, na Alemanha. E a diferença para o segundo no grid, o japonês Takuma Sato, da BAR, surpreendeu ao próprio Schumacher, 635 milésimos. "Esperava uma luta bem mais apertada aqui, principalmente depois do resultado do treino da manhã." Jenson Button, da BAR, apenas quinto neste sábado, havia sido mais veloz que ele.A Fórmula 1 irá conviver neste domingo, ao longo das 60 voltas da corrida, com a ameaça das cinco primeiras etapas do campeonato, as que antecederam o GP de Mônaco, há uma semana. São boas as chances de Schumacher impor-se sobre os seus concorrentes, sem que eles possam criar muita resistência a sua sexta vitória na temporada. "Disse que seríamos muito fortes aqui e estamos sendo. Depois da decepção de Mônaco é ótimo retornar a uma pista de verdade e deixar todos atrás de mim." O que mais chamou a atenção é que, depois dos treinos livres de sexta-feira e neste sábado pela manhã, até Schumacher imaginava que BAR, Renault e Williams ficassem mais próximos da Ferrari. "Nossa maior preocupação era fazer o pneu funcionar na sua primeira volta e conseguimos atenuar esse problema", explicou o alemão, autor da 60ª pole position na carreira, colocando-se a cinco do recorde de Ayrton Senna. Por ter sido o mais rápido na pré-classificação, Sato deu mostras de que poderia até ser alguns milésimos de segundo mais rápido que Schumacher."Não tenho tempo para me sentir frustrado. Ser o primeiro japonês a largar na primeira fila em um GP é uma sensação fantástica", disse Sato. Pesa contra ele a acusação de ter queimado a largada em Mônaco."Como abandonou logo no início, acabou não sendo punido", falou Schumacher em Nurburgring. Sato irá largar, ao seu lado. E o carro que melhor inicia a competição na Fórmula 1, Renault, estará atrás do alemão, Jarno Trulli, terceiro. "Não esperava esse resultado.Tive sérios problemas hidráulicos de manhã e não sabia se o carro ficaria pronto para a classificação. A Renault tem os melhores mecânicos da Fórmula 1", afirmou Trulli, ainda sem voz, decorrente das celebrações da primeira vitória, em Mônaco, há uma semana.Rubens Barrichello, companheiro de Schumacher, larga em sétimo.A exemplo do GP da Espanha, deu a entender que está num estratégia distinta da escolhida pelo alemão, o que explicaria a diferença de seis posições entre ambos e um segundo e dois milésimos. "O grid está muito apertado. Apenas alguns décimos de segundo mais rápido e eu pularia várias posições à frente." Sua postura evaziva sugere que possa ter adotado a mesma estratégia da prova de Barcelona, em que parou uma vez a menos de Schumacher e, por pouco, não consegue a vitória. O alemão deverá fazer três pit stops, como a maioria, e Rubinho, duas.Cristiano da Matta, da Toyota, conseguiu o 11º tempo. As possibilidades de a equipe japonesa marcar pontos são grandes. Seus concorrentes mais diretos envolveram-se numa série de situações que os fez largar mais atrás. Mark Webber, da Jaguar, por exemplo, foi punido com a soma de um segundo ao seu tempo em razão de não ter respeitado a bandeira amarela, sábado, quando Felipe Massa, da Sauber, encostava o carro com problemas elétricos. Massa sai em 16º e Webber e 14º.Giancarlo Fisichella, companheiro de Massa, larga em último. Teve o motor quebrado sexta-feira e a equipe optou por não classificá-lo, assim larga com o volume de gasolina que desejar, mesmo procedimento adotado pela McLaren, pelo enésimo motor Mercedes rompido, desta vez no carro de David Coulthard. Essa combinação de problemas com os pilotos da Jaguar, Sauber e McLaren joga a favor da Toyota, que tem também Olivier Panis em décimo.Veja o grid de largada do GP da Europa 1. Michael Schumacher (ALE) - Ferrari - 1min.28s.351 2. Takuma Sato (JAP) - BAR - 1:28.986 3. Jarno Trulli (ITA) - Renault - 1:29.135 4. Kimi Raikkonen (FIN) - McLaren - 1:29.137 5. Jenson Button (ING) - BAR - 1:29.245 6. Fernando Alonso (ESP) - Renault - 1:29.313 7. Rubens Barrichello (BRAl) - Ferrari - 1:29.353 8. Juan Pablo Montoya (COL) - Williams - 1:29.354 9. Ralf Schumacher (ALE) - Williams - 1:29.459 10. Olivier Panis (FRA) - Toyota - 1:29.697 11. Cristiano de Matta (BRA) - Toyota - 1:29.706 12. Mark Webber (AUS) - Jaguar - 1:30.797 13. Christian Klien (AUT) - Jaguar - 1:31.431 14. Nick Heidfeld (ALE) - Jordan - 1:31.604 15. Giorgio Pantano (ITA) - Jordan - 1:31.979 16. Felipe Massa (BRAl) - Sauber - 1:31.982*17. Gianmaria Bruni (ITA) - Minardi - 1:34.022*18. Zsolt Baumgartner (HUN) - Minardi - 1:34.398*19. Giancarlo Fisichella (ITA) - Sauber - Sem tempo 20. David Coulthard (ESC) - McLaren - Sem tempoOBS: * Fisichella não marcou tempo. Perdeu 10 posicões no grid por ter efetuado troca de motor durantes os treinos. Bruni e Baumgartner també trocaram de motor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.