Schumacher e Rubinho confiantes em Sepang

A pole position conquistada neste sábado, a 57ª na carreira, deixou o piloto alemão Michael Schumacher, da Ferrari, ainda mais tranqüilo e favorito para vencer o GP da Malásia, que acontece nesta madrugada de domingo, às 4 horas (horário de Brasília). ?Fiz uma volta perfeita e a equipe conseguiu fazer com que o carro evoluísse mais entre sexta-feira e sábado?, disse. ?Procurei tomar cuidado no último setor, pois é muito fácil cometer erros ali, ainda mais nas duas últimas curvas?, revelou. O forte calor em Sepang, com a temperatura da pista beirando os 50º, não preocupa o piloto. Mas ele lembra que se estiver muito quente durante a corrida, a aderência dos pneus tendem a diminuir.Seu companheiro de equipe, o brasileiro Rubens Barrichello, também se mostrou confiante para o GP da Malásia, no qual larga em terceiro, atrás do austríaco Mark Webber, da Jaguar. ?Não me preocupa a diferença de tempo em relação ao Michael, até porque cometi um pequeno erro na última curva e a regulagem do carro estava diferente. As regulagens para a corrida de amanhã são muito boas e espero que as coisas dêem certo. Com o forte calor que está fazendo a prova será muito dura?, justificou.Surpreso pela conquista da segunda posição no grid, o austríaco Mark Webber comemorou e muito com toda a sua equipe. ?Estamos todos muito contentes pela segunda posição no grid. Na verdade não esperava obter esse lugar na largada, mas amanhã vou aproveitar que o carro está bom e lutarei muito para somar o maior número de pontos possíveis?, garantiu."Mea culpa" - Quarto colocado no grid de largada, o colombiano Juan Pablo Montoya, da Williams, também admitiu ter cometido um erro no último setor do circuito de Sepang. ?O tempo que eu consegui demonstra o potencial do carro, embora eu tenha cometido um pequeno erro. Temos demonstrado que melhoramos notavelmente desde a prova da Austrália e agora a dúvida está em saber se os rivais também evoluíram?. Para o GP da Malásia, Montoya está otimista. ?A corrida vai ser boa, porque o carro é muito resistente, sobretudo em longas distâncias?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.