Schumacher fala de rali e Rossi

Michael Schumacher confessou nesta quinta-feira, depois de receber o convite do brilhante piloto inglês de rali Alan McRae para pilotar seu Ford, que já chegou a pensar no assunto. "Tive interesse por essa competição numa época, o que não se passa agora. Mas penso que ainda vou experimentar um carro desses." Eles fez, contudo, ressalvas: "Não será no meio da floresta. Não quero correr riscos de vida." O piloto alemão da Ferrari estava com o rosto bem queimado do sol, nesta quinta-feira em Magny-Cours. Ele desembarcara um pouco antes, próximo dali, com seu jato particular, proveniente da Sardenha, ilha do Mediterrâneo, pertencente à Itália. Com sua Harley Davidson, série Schumacher, completou uma volta na ilha em três dias, bem disfarçado de motoqueiro. O sempre político Schumacher não disfarçou sua contradição com a imprensa italiana que associou a ele o espetacular piloto de motocicletas Valentino Rossi, campeão do mundo e virtual vencedor deste ano também: "Pessoalmente não gosto desse tipo de associação porque quando comecei também fui associado a outros pilotos", disse. "Eu sempre afirmei que não gosto porque sinto-me independente como ser humano, portanto não há ponto onde possamos ser comparados."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.