Schumacher fará vôo secreto aos EUA

A crise internacional decorrente dos atentados terroristas contra os Estados Unidos, levou os organizadores do GP de Indianápolis de Fórmula 1, dia 30, a radicalizarem na proteção ao piloto alemão Michael Schumacher (Ferrari). Segundo o jornal alemão ?Bild?, o piloto fará um vôo secreto da Europa para os Estados Unidos. De acordo com a publicação, Schumacher sairia de Genebra com seu avião particular e as eventuais escalas que a aeronave possa vir a fazer, serão mantidas em segredo. O jornal adianta que está prevista uma escala para reabastecimento, mas os responsáveis pelo vôo ainda não se decidiram onde. Tanto pode ser na Islândia como na Groenlândia. ?Bild? informa ainda que a Ferrari teria contratado mais seguranças para acompanhar Schumacher em território americano e reforçado o patrulhamento no hotel onde o piloto deverá se hospedar.Alguns jornais alemães voltaram a especular sobre uma possível desistência de Schumacher, o que obrigaria a Ferrari a convocar o piloto de provas, Luca Badoer. A equipe italiana não cogita essa possibilidade. Garante que tanto Schumacher quanto Rubinho estarão em Indianápolis. A direção da Ferrari admite que Michael está deprimido em razão dos atentados do dia 11 de setembro e também por causa do acidente de Alex Zanardi na Fórmula Indy (teve as duas pernas amputadas). Apesar disso, garante que o piloto está em busca de novos recordes, como o de superar o inglês Nigel Mansell em número de pontos obtidos em uma só temporada. Em 92, Mansell conseguiu 108 pontos e o alemão já chegou a 107. Apesar disso, por medida de precaução, a escuderia está levando para Indianápolis a pedaleira e outros equipamentos exclusivos de Badoer. O irmão de Michael, Ralf Schumacher, (Williams) já teria deixado a Europa. Primeiro, Ralf viajaria para o Canadá e, de lá, para os Estados Unidos. A previsão é de um público de 200 mil pessoas em Indianápolis, domingo, na penúltima etapa do Mundial de Fórmula 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.