Schumacher quebra recorde outra vez

A nova Ferrari continua quebrando recordes. Nesta terça-feira, Michael Schumacher completou 43 voltas no circuito de Fiorano, de propriedade da equipe, e estabeleceu o novo recorde para os 2.976 metros da pista: 58s378. "Tenho de agradecer a todos no nosso time pelo incrível carro que eles produziram", afirmou o alemão, para preocupação de seus adversários.Nesta quarta-feira, Schumacher experimenta o modelo F2002 em Mugello, autódromo pertencente à Fiat, dona da Ferrari. Haverá maiores referências sobre o verdadeiro potencial do novo carro, já que várias escuderias são autorizadas a treinar em Mugello, que, com seus 5.245 metros, curvas velozes, médias e lentas, se aproxima bem mais dos traçados do calendário do Mundial de F1 do que Fiorano, circuito bastante lento."Nosso objetivo agora é conhecer melhor a resistência do F2002", revelou Schumacher. Até agora, o alemão não foi obrigado a interromper os testes por causa de quebras significativas. Na estréia do F2002, domingo, ele completou 67 voltas em Fiorano, ou 199,3 quilômetros. Já de cara fez 58s620, o recorde da pista. No dia seguinte, estabeleceu 58s669 na melhor das 46 voltas, ou 136,8 quilômetros. Hoje, foram mais 43 voltas, 127,9 quilômetros, e o novo recorde: 58s378.A melhor marca de Fiorano, até então, era do próprio Schumacher, obtida dia 15 de janeiro, com o F1-2001, modelo do ano passado, e tempo de 58s783. Até agora, a nova Ferrari acumulou 464,2 quilômetros, distância superior a um Grande Prêmio (305 quilômetros). A não ser que algum problema mais sério se manifeste em Mugello, o que é pouco provável a esta altura, a Ferrari começa a temporada já com o F2002, ao menos com Schumacher."Vamos simular um Grande Prêmio para verificar como o F2002 reage numa corrida", explicou Schumacher. A partir de amanhã, em Mugello, a equipe poderá confrontar também a velocidade do F2002, que o piloto alemão já adiantou que é maior que a do F1-2001.Nesta terça-feira, Rubens Barrichello completou 68 voltas com o carro de 2001 da equipe, sendo a melhor em 1m22s220, tempo excepcional, resultante principalmente dos novos pneus Bridgestone testados pelo brasileiro. A Ferrari é única escuderia de ponta da marca japonesa. As outras duas equipes vencedoras, Williams e McLaren, competem com pneus Michelin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.