Schumacher quebrou novo recorde

Neste domingo, em Indianápolis, o alemão Michael Schumacher fez outra corrida apagada , apesar de bater mais um recorde - o de número de pontos somados numa temporada. Mas ao contrário do GP da Itália, em que voluntariamente se ausentou da competição, hoje em Indianápolis seu desempenho comedido teve uma razão: "Escolhemos erradamente os pneus", disse. A Ferrari optou pelos pneus Bridgestone duros, enquanto todas as demais equipes dos japoneses escolheram os moles. "Imaginávamos que eles fossem nos dar consistência, o que acabou não acontecendo, talvez por causa da temperatura mais elevada." O alemão cruzou a linha de chegada em segundo, 11 segundos atrás de Hakkinen.A exemplo da prova de Interlagos, Juan Pablo Montoya, da Williams, realizou bela ultrapassagem sobre Schumacher. Foi na 33ª volta. Com a manobra, o colombiano assumiu a liderança do GP dos EUA. Na 38ª volta, porém, pararia com o motor estourado na reta dos boxes. "Não entendi como ele conseguiu sair tão longe de min na curva 11 e três curvas depois (no fim da grande reta) aparecer colado na traseira da minha Ferrari", comentou Michael. "Acho que os seus pneus (Michelin) era melhores que os nossos." O campeão da temporada lamentou a parada de Rubinho: "O deixei passar no início porque pararia duas vezes (Michael, como a maioria, fez apenas um pit stop) e preferiria que o problema com o motor, o nosso primeiro no ano, ocorresse comigo e não com ele." A sorte pode explicar a terceira colocação de David Coulthard, segundo ele próprio. "Estava lá atrás, em sexto, e de repente acabei em terceiro, ampliando a minha vantagem sobre Rubens na luta pelo vice", falou. A argumentação de Coulthard procede. Rubinho, Montoya e Ralf Schumacher, todos que estavam na sua frente, abandonaram e ele, sem muito esforço, terminou no pódio. Agora ele soma 54 pontos, segundo na classificação, diante de 54 do brasileiro. Para Rubinho ser vice necessita vencer no Japão e ainda torcer para Coulthard não ser 2º, 3º ou 4º colocado. Já entre os Construtores, com os 14 pontos de ontem a McLaren garantiu o vice. Atingiu 95 pontos enquanto a Williams ficou com 73.E quando o assunto é número Michael Schumacher, como sempre, sai na frente. Neste domingo ele bateu mais um recorde histórico, ao somar 6 pontos aos 107 que possuía. Com 113 pontos ele se tornou o piloto com maior número de pontos conquistados numa mesma temporada. O recorde anterior era dele (em 2000) e de Nigel Mansell (1992), com 108. No Japão o alemão da Ferrari pode quebrar outra marca histórica. Alain Prost, em seus 199 GPs, obteve 798,5 pontos; Michael, com 160 GPs disputados, já tem 791. Apenas 7,5 pontos o separa de ser o primeiro também nesse ranking.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.