Schumacher: recorde com nova Ferrari

Frank Williams, sócio da Williams, Ron Dennis, da McLaren, e até Bernie Ecclestone, promotor da Fórmula 1, com certeza, não gostaram nada do que aconteceu neste domingo na pista de testes da Ferrari, em Fiorano (Itália). O alemão Michael Schumacher quebrou o recorde do circuito já na estréia do novo carro da escuderia de Maranello, o modelo F2002.É muito cedo ainda para qualquer conclusão definitiva, mas já há bons indícios de que a equipe italiana produziu, de novo, outro supercarro, a exemplo do F1-2001, do ano passado. E um supercarro na mão de um superpiloto dá no que deu em 2001: já na Hungria, 11ª etapa do campeonato, o Mundial de Pilotos e de Construtores tinha acabado. Michael Schumacher e a Ferrari foram campeões do mundo. Tudo muito fácil.Sob temperatura que variou de 10 a 16 graus, o piloto alemão completou 67 voltas no traçado de 2.945 metros de Fiorano. Essa temperatura é perfeita para se marcar bons tempos, o que atenua um pouco, mas não muito, o excelente resultado do primeiro teste da nova Ferrari. Schumacher estabeleceu 58s620 na melhor passagem, enquanto o recorde do circuito era dele mesmo, registrado dia 15 de janeiro, no seu retorno à Fórmula 1, depois de dois meses e meio de férias. Naquele dia, ele fez 58s783. Nesta segunda-feira, Schumacher volta a testar a F2002 em Fiorano e tanto Frank Williams, como Ron Dennis e Bernie Ecclestone terão mais dados para tentar compreender o que está se passando. Se foi apenas um susto o resultado de hoje ou se todos os adversários da Ferrari começaram mesmo a viver outro pesadelo, semelhante ao do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.