Schumacher recua e prega humildade

O líder do Mundial, Michael Schumacher, demonstrou até irritação, nesta quinta-feira, com a perguntas que sugeriam a Ferrari dominar completamente o campeonato. "Não acho que temos carro para vencer todas as corridas. Não é nosso objetivo. Esse é um objetivo arrogante." A começar pelo GP da Áustria, disse, os adversários da Ferrari estarão bem mais próximos. "Espero ter aqui uma pequena vantagem sobre os pilotos da Williams, mas não estou seguro." Para o alemão, que nesta sexta-feira nos treinos livres do GP da Áustria tem a chance de provar sua teoria, haverá pistas em que a Williams vencerá a Ferrari. "As pessoas estão tomando como referência a prova de Barcelona, onde nossa aerodinâmica, os freios, motor, pneus tudo funcionou muito bem no nosso carro", explicou. "Neste circuito, pelas suas características e tomando como exemplo o desempenho da Williams no ano passado, eles estarão muito rápidos." Ralf Schumacher confirmou que a Williams introduziu várias pequenas mudanças no modelo FW23, na tentativa de torná-lo mais veloz. Mas a sorte que tem estado ao lado da Ferrari, até agora, parece querer continuar com os italianos e Schumacher. A temperatura de 16 graus e até alguns pingos que caíram à tarde, nesta 5ª, podem jogar contra Ralf Schumacher e Juan Pablo Montoya. Os pneus Michelin, da Williams, em comparação aos Bridgestone da Ferrari, rendem mais no calor e no asfalto seco.Apesar de o traçado de 4.326 metros do circuito A1-Ring permitir ultrapassagens, ao contrário da pista catalã, local do último GP, espera-se que vários pilotos simulem já nesta quinta, nas duas sessões livres, um treino de classificação. "A largada aqui costuma ser complicada, cada piloto deve ter consciência disso", lembrou Schumacher. A primeira curva, bastante lenta, à direita, acha-se relativamente próxima de onde os carros deixam o grid. Em 2000, o alemão foi tocado por trás por Ricardo Zonta, da BAR, e abandonou ainda na largada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.