Schumacher resolve criticar a Igreja

Michael Schumacher resolveu criticar a Igreja Católica, em entrevista ao semanário alemão ?Bunte?. Disse que ?não tem autoridade moral? para mediar a paz no Oriente Médio e criticou a instituição por ?acumular riqueza em vez de distribuí-la? entre os pobres. ?Todos os que querem impedir a guerra têm meu apoio, mas não a Igreja Católica, em que acredito apenas como instituição, apesar de reconhecer que tem seus lados positivos?, declarou o piloto da Ferrari.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.