Schumacher só decidirá futuro em 2006

O alemão Michael Schumacher, através de seu empresário Willi Weber, declarou neste sábado que só decidirá seu futuro na Fórmula 1 em 2006, provavelmente entre os meses de março e abril. Além disso, não há intenção alguma do piloto de sair da Ferrari. ?Confio em que ele (Schumacher) continuará competindo por mais duas temporadas. E, se efetivamente assim o decidir, as negociações com a Ferrari têm prioridade", disse Weber, em entrevista ao jornal alemão Bild. O agente de Schumacher também fez questão de desmentir que o alemão estaria exigindo um aumento de salário - de 35 para 40 milhões de euros por temporada - para renovar seu contrato com a Ferrari, que terminará ao final de 2006. ?Se nos fizerem uma nova oferta, estamos em condições de manter as condições atuais", destacou. Sobre uma possível mudança do finlandês Kimi Raikkonen da McLaren para a Ferrari, em 2007, o próprio Schumacher revelou que não haverá problema algum em tê-lo como companheiro de equipe. ?Não teria problema em correr com ele na Ferrari?, disse o alemão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.