Schumacher: vitória histórica em Spa

Campeão com quatro corridas de antecipação, o alemão Michael Schumacher, da Ferrari, deu neste domingo, mais uma demonstração de que, hoje, é insuperável. O alemão ganhou o GP de Bélgica e se transformou no piloto que mais venceu na história da Fórmula 1. Com a de hoje, Schumacher chegou à sua 52ª vitória, contra as 51 conquistadas pelo ex-piloto Alain Prost. O GP da Bélgica também foi bom para David Coulthard (McLaren), que chegou em segundo e ganhou mais fôlego na briga pelo vice-campeonato, já que seus concorrentes diretos foram mal. Rubens Barrichello chegou em 5º e Ralf Schumacher (Williams) foi apenas o sétimo. Giancarlo Fisichella, da Benetton, fez uma corrida surpreendente e chegou em terceiro, à frente de Mika Hakkinen (McLaren), que foi o quarto. O francês Jean Alesi (Jordan), foi o sexto e marcou um ponto. O GP em Spa Francorchamps foi muito tumultuado. Teve três largadas e ficou cerca de 20 minutos interrompido por causa de um grave acidente com o piloto brasileiro Luciano Burti (Prost). No início da quinta volta, o carro de Eddie Irvine (Jaguar) tocou nos pneus do carro de Burti e o jogou contra uma barreira de pneus. O brasileiro entrou de frente contra a proteção. O carro ficou completamente destruído. Burti permaneceu desacordado por alguns segundos. O safety-car entrou na pista e, logo em seguida, a prova foi suspensa. O piloto acabou sendo levado para o Centro Médico do autódromo onde recebeu o primeiro atendimento. Em seguida foi transportado para um hospital próximo. O GP da Bégica mostrou também a enorme diferença que separa Michael Schumacher de Rubens Barrichello. O brasileiro - que largou em quinto - teve duas outras chances para fazer uma boa corrida, mas não soube aproveitar nenhuma delas. Na primeira largada, Rubinho foi beneficiado pelos problemas da Williams: o pole Juan Pablo Montoya teve de largar na última posição, depois de não conseguir sair para a volta de apresentação. Rubinho estava em terceiro quando a corrida foi interrompida pelo acidente de Burti e, na segunda largada, quem teve problemas foi Ralf Schumacher. O brasileiro ficou então em segundo no grid, tendo apenas Michael Schumacher à sua frente. O alemão fez sua parte e manteve a ponta, mas Rubinho errou e permitiu que Fisichella o ultrapassasse ainda na largada. Caiu para terceiro, mas nas voltas seguintes, perdeu posições nos boxes. A McLaren foi melhor que a Ferrari e Rubinho caiu para 5º. Na 17ª, outro problema: Rubinho perdeu o bico do carro e teve de parar nos boxes. Quando voltou era o nono.Nas últimas voltas, o brasileiro travou uma luta contra Ralf pela quinta posição. Sofreu, mas conseguiu chegar na frente do piloto da Williams. Enquanto isso, Michael passeava na frente, sem ser importunado em nenhum momento da corrida.Em sua última prova na temporada (será substituído a partir do próximo GP) Tarso Marques, da Minardi chegou em 13º. Enrique Bernoldi (Arrows) foi um pouco melhor e terminou em 12º. O circo da F-1 segue agora para Monza, onde, no dia 16, acontece o GP da Itália.Veja como ficou a classificação na prova e a classificação do Mundial:Classificação no GP de Bélgica 1. Michael Schumacher (ALE) Ferrari 2. David Coulthard (ESC) McLaren 3. Giancarlo Fisichella (ITA) Benetton-Renault4. Mika Hakkinen (FIN) McLaren5. Rubens Barrichello (BRA) Ferrari)6. Jean Alesi (FRA) Jordan7. Ralf Schumacher (ALE) Williams8. Jacques Villeneuve (CAN) BAR9. Heinz-Harald Frentzen (ALE) Prost10. Jos Verstappen (HOL) Arrows 11. Olivier Panis (FRA) BAR 12. Enrique Bernoldi (BRA) Arrows 13. Tarso Marques (BRA) MinardiClassificação do Mundial de F-1: 1. Michael Schumacher 104 pontos (campeão) 2. David Coulthard 57 3. Rubens Barrichello 48 4. Ralf Schumacher 44 5. Mika Hakkinen 24 6. Juan Pablo Montoya 15 7. Jacques Villeneuve 11 Nick Heidfeld 11 9. Jarno Trulli 9 Kimi Raikkonen 9 11. Giancarlo Fisichella 8 12. Heinz Harald Frentzen 6 13. Olivier Panis 5 Jean Alesi 5 15. Eddie Irvine 4 16. Jenson Button 2 17. Jos Verstappen 1 Pedro De la Rosa 1.Mundial de Construtores 1. Ferrari 152 pontos (campeã) 2. McLaren-Mercedes 81 pts 3. Williams-BMW 62 pts 4. Sauber-Petronas 20 pts 5. BAR-Honda 16 pts Jordan-Honda 16 pts 7. Benetton-Renault 10 pts 8. Jaguar 5 pts 9. Prost-Acer 4 pts Arrows-Asiatech 1 pt

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.