Diego Azubel/EFE
Diego Azubel/EFE

Sebastian Vettel lamenta chance perdida de ficar com a pole

'Infelizmente, a paralisação aconteceu quando estava pela primeira vez com os pneus novos', diz o alemão

AE, Agencia Estado

26 de setembro de 2009 | 17h23

CINGAPURA - O piloto alemão Sebastian Vettel lamentou a chance perdida de ficar com a pole position do GP de Cingapura de Fórmula 1, ao ver o treino ser interrompido no minuto final após o acidente do brasileiro Rubens Barrichello. Mesmo assim, ele levou a Red Bull ao segundo lugar no grid, atrás apenas do inglês Lewis Hamilton, da McLaren.

Veja também:

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Quando aconteceu o acidente de Rubinho, Vettel fazia sua última volta, com chances de ficar com a pole. "Infelizmente, a paralisação aconteceu quando estava pela primeira vez com os pneus novos", revelou o piloto alemão, que não pôde tentar superar o tempo de Hamilton, terminando mesmo na segunda colocação do grid.

Mas Vettel também ficou animado com sua perspectiva para a corrida deste domingo. "Nas últimas quatro etapas não fomos bem, mas sabia que retomaríamos o caminho das vitórias", disse o alemão, que, depois de vencer na Inglaterra e ser segundo colocado na Alemanha, somou apenas sete pontos nas quatro provas seguintes.

A prova deste domingo, inclusive, é decisiva para as pretensões de Vettel na atual temporada da Fórmula 1. Em terceiro lugar no campeonato, com 54 pontos, ele tenta diminuir a diferença que o separa do líder, o inglês Jenson Button (Brawn GP), que soma 80 pontos e vai largar apenas na 12ª colocação no GP de Cingapura.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP de CingapuraVettel

Encontrou algum erro? Entre em contato

<