Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Sebastian Vettel prevê corrida difícil para os pilotos no GP da Hungria

Ele diz que, além do calor, o circuito travado causa enorme desgaste durante a corrida

AE, Agência Estado

26 de julho de 2011 | 10h38

BUDAPESTE - Com domínio total da temporada 2011 da Fórmula 1, Sebastian Vettel viu a concorrência aumentar nas últimas provas e não conseguiu vencer nas últimas duas. Para interromper esse pequeno jejum, o piloto alemão tentará se recuperar neste fim de semana no GP da Hungria. Mas ele admitiu que a corrida de domingo será complicada.

"O GP da Hungria é um dos mais difíceis para os pilotos. Pode ficar muito quente no cockpit, devido às altas temperaturas, o que significa que perdemos uma grande quantidade de líquido do corpo durante a corrida", disse o alemão, preocupado com as altas temperaturas para o GP da Hungria.

Em 2010, Vettel faturou a pole position da corrida húngara, mas terminou a prova apenas em terceiro lugar, atrás do australiano Mark Webber e do espanhol Fernando Alonso. O piloto alemão ressaltou que, além do calor, o circuito travado causa enorme desgaste aos pilotos durante a corrida.

"Há uma grande quantidade de ondulações na pista, o que significa que você balança um pouco e, como a pista praticamente não tem retas, você não tem quase nenhuma chance de descansar. Isso é o que faz com que o Grande Prêmio da Hungria seja tão exaustivo. Há três curvas extremamente lentas e é muito difícil ultrapassar lá", afirmou. 

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Sebastian VettelRed Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.