Geert Vanden Wijngaert/AP
Geert Vanden Wijngaert/AP

Sebastian Vettel vence GP da Bélgica e fica mais perto do título

Brasileiros têm atuação apagada, com Massa em sexto, Senna em 13.º e Barrichello em 16.º

AE, Agência Estado

28 de agosto de 2011 | 10h59

SPA - Sebastian Vettel voltou a vencer neste domingo na Fórmula 1. Sem sofrer ameaças, o alemão cravou sua sétima vitória na temporada e ficou mais perto do bicampeonato. O piloto da Red Bull fez uma dobradinha com o companheiro Mark Webber. Jenson Button, da McLaren, completou o pódio.

O triunfo no Circuito de Spa-Francorchamps aumentou a vantagem do alemão na classificação do campeonato. Vettel chegou aos 259 pontos, quase 100 a mais que os 167 do vice-líder Webber. O espanhol Fernando Alonso é o terceiro colocado, com 157. Button (149), Lewis Hamilton (146) e Felipe Massa (74) completam a lista dos seis primeiros colocados.

Melhor brasileiro na corrida, Felipe Massa cruzou a linha de chegada em oitavo, enquanto Rubens Barrichello completou a prova em 16º. Bruno Senna, que estreava pela Renault, não correspondeu às expectativas criadas depois do sétimo lugar no treino de sábado. Ele se envolveu em uma batida logo na largada e não conseguiu brigar pelas primeiras colocação. Terminou em 13º.

A prova. Uma largada tumultuada marcou o GP da Bélgica neste domingo. Mark Webber saiu mal, do terceiro posto, e abriu caminho para Nico Rosberg surpreender e deixar os líderes para trás. Os carros da Ferrari também aproveitaram o momento e ganharam espaço. Massa subiu de quarto para terceiro, enquanto Alonso saltou de oitavo para quinto.

Bruno Senna contribuiu para tumultuar a saída. Inexperiente, ele acertou Alguersuari e quase tirou Alonso da prova. Com o carro danificado, o brasileiro precisou fazer a primeira de suas três paradas e foi para o fim da fila. Na segunda delas, cumpriu punição por conta da batida na largada. Apesar dos percalços, Bruno Senna teve bom desempenho e terminou a corrida em 13º.

Na briga pela ponta, Alonso e Webber foram os destaques da prova. Os dois pilotos mostraram bom poder de reação e, após saírem das posições intermediárias, entraram na disputa pela liderança. O espanhol surpreendeu na primeira metade da corrida. Chegou a protagonizar bom duelo com Massa antes de galgar até a terceira posição.

Webber passou a se aproximar dos líderes depois de contar com a entrada do carro de segurança na pista na volta 13 - Hamilton se chocou com Kobayashi e ficou fora da corrida. Como havia feito sua primeira parada antes dos rivais, o australiano saiu em vantagem e se aproximou da ponta.

Alonso e Webber, contudo, não conseguiram ameaçar a liderança de Vettel, que contou com a pista seca para abrir vantagem e encaminhar a vitória. Button, também em uma corrida de recuperação, tirou Alonso do pódio nas últimas voltas e garantiu a terceira colocação. Michael Schumacher, que completa 20 anos de sua estreia na categoria, também se destacou neste domingo ao terminar em quinto lugar após largar em último.

Sem mostrar o mesmo ritmo dos primeiros colocados, Massa cruzou a linha de chegada em oitavo, depois de ter furado um dos pneus. Rubens Barrichello fez uma corrida discreta, mas quase duelou com Bruno Senna na briga pela 13ª posição no final. Contudo, o piloto da Williams se chocou com Kobayashi e caiu para o 16º lugar.

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada no Circuito de Monza, na Itália, no dia 11 de setembro.

Classificação final do GP da Bélgica:

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 44 voltas em 1h26min44s893

2.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), a 3s741

3.º - Jenson Button (ING/McLaren), a 09s669

4.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 13s022

5.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 47s464

6.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 48s674

7.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), a 59s713

8.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1min06s076

9.º - Vitaly Petrov (RUS/Renault), a 1min11s917

10.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1min17s615

11.º - Paul Di Resta (ING/Force India), a 1min23s994

12.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), a 1min31s976

13.º - Bruno Senna (BRA/Renault), a 1min32s985

14.º - Jarno Trulli (ITA/Lotus), a 1 volta

15.º - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), a 1 volta

16.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), a 1 volta

17.º - Jerome d''Ambrosio (BEL/Virgin), a 1 volta

18.º - Timo Glock (ALE/Virgin), a 1 volta

19.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania), a 1 volta

Não completaram a prova:

Sergio Perez (MEX/Sauber)

Daniel Ricciardo (AUS/Hispania)

Lewis Hamilton (ING/McLaren)

Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.