Tolga Bozoglu/Efe
Tolga Bozoglu/Efe

Sebastian Vettel vence o GP da Turquia e dispara na Fórmula 1 2011

Alemão liderou toda a corrida, em dobradinha da Red Bull; Massa foi 11.º e Barrichello o 15.º

AE, Agência Estado

08 de maio de 2011 | 11h18

ISTAMBUL - O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, confirmou neste domingo o domínio do início da temporada 2011 da Fórmula 1 e venceu o GP da Turquia, realizado na cidade de Istambul, e marcado pela intensa disputa de posições, exceto pela liderança. O australiano Mark Webber, também da equipe austríaca, terminou na segunda colocação, à frente do espanhol Fernando Alonso, que conquistou o primeiro pódio da Ferrari neste ano.

Pole position das quatro primeiras provas da temporada 2011 da F1, Vettel soma três vitórias no campeonato e já dispara na liderança do Mundial de Pilotos. O piloto alemão soma 93 pontos, contra 59 do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, e 55 de Webber. O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, que terminou a prova em 11.º lugar, tem apenas 26 pontos e está em sexto lugar. Já Rubens Barrichello, da Williams, ficou apenas em 15.º, e ainda não somou pontos em 2011. 

Corrida. Pole position, Vettel largou bem, manteve a liderança da prova e disparou na ponta. Já o alemão Nico Rosberg conseguiu ultrapassar Webber e assumiu a segunda colocação. Hamilton, que cometeu um erro ao tentar ultrapassar o australiano, perdeu posições para Alonso e Button, da McLaren. O alemão Michael Schumacher bateu no russo Vitaly Petrov e precisou ir aos boxes para trocar o bico da sua Mercedes. O acidente favoreceu Massa, que largou da décima colocação, e ganhou duas posições.

Sem um ritmo forte, Rosberg foi pressionado por Webber e perdeu a segunda colocação para o australiano e também não ofereceu muita resistência a Alonso. Massa, antes do primeiro pit stop, conseguiu ultrapassar Hamilton, mas perdeu a posição nos boxes. Depois, travou disputas intensas com Button e Rosberg.

Com Vettel folgado na liderança, a disputa seguiu intensa pelas outras posições. E na 29.ª volta Alonso assumiu a segunda colocação ao ultrapassar Webber. Após o último pit stop, porém, o australiano deu o troco no espanhol a seis voltas do fim e assumiu a segunda colocação, garantindo a dobradinha. Além disso, registrou a volta mais rápida do GP da Turquia, com o tempo de 1min29s703.

Já Massa, que triunfou três vezes na Turquia, sofreu com os erros da Ferrari nos pit stops. Com a demora nas suas duas últimas paradas, o piloto perdeu várias posições e terminou a corrida apenas na 11.ª posição, fora da zona de pontuação, assim como Barrichello.

Hamilton completou a prova em quarto lugar, mas até poderia ter subido ao pódio não fosse um problema em um dos pit stops. O inglês foi seguido por Rosberg, Button, o alemão Nick Heidfeld, da Renault, Petrov, o suíço Sebastien Buemi, da Toro Rosso, e o japonês Kamui Kobayashi, da Sauber, que terminou a prova na décima colocação após largar de último.

A quinta prova da temporada 2011 da Fórmula 1 será realizada no dia 22 de maio. O GP da Espanha ocorre em Barcelona e no ano passado foi vencido por Webber.

Confira a classificação final do GP da Turquia:

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1h30min17s558

2.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), a 8s807

3.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 10s075

4.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 40s232

5.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 47s539

6.º - Jenson Button (ING/McLaren), a 59s431

7.º - Nick Heidfeld (ALE/Lotus-Renault), a 1min00s857

8.º - Vitaly Petrov (RUS/Lotus-Renault), a 1min08s168

9.º - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), a 1min09s394

10.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), a 1min18s021

11.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1min19s823

12.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1min25s555

13.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), a 1 volta

14.º - Sergio Pérez (MEX/Sauber), a 1 volta

15.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), a 1 volta

16.º - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), a 1 volta

17.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1 volta

18.º - Jarno Trulli (ITA/Lotus), a 1 volta

19.º - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), a 2 voltas

20.º - Jerome d'Ambrosio (BEL/Virgin), a 2 voltas

21.º - Narain Karthikeyan (IND/HRT), a 3 voltas

22.º - Vittantonio Liuzzi (ITA/HRT), a 5 voltas

Não terminaram a prova:

Paul di Resta (ING/Force India), 44

Timo Glock (ALE/Virgin), não largou

Volta mais rápida - Mark Webber, volta 48, com 1min29s703, a 214,226 km/h.

A classificação do Mundial de pilotos de F1 após quatro corridas:

1.º - Sebastian Vettel, 93 pontos

2.º - Lewis Hamilton, 59

3.º - Mark Webber, 55

4.º - Jenson Button, 46

5.º - Fernando Alonso, 41

6.º - Felipe Massa, 24

7.º - Nick Heidfeld e Vitaly Petrov, 21

9.º - Nico Rosberg, 20

10.º - Kamui Kobayashi, 8

11.º - Michael Schumacher e Sebastien Buemi, 6

13.º - Adrian Sutil e Paul di Resta, 2

15.º - Jaime Alguersuari, Rubens Barrichello, Jarno Trulli, Sergio Pérez, Jerome d'Ambrosio, Heikki Kovalainen, Timo Glock, Narain Karthikeyan, Pastor Maldonado e Vitantonio Liuzzi, zero.

A classificação do Mundial de construtores:

1.º - Red Bull, 148 pontos

2.º - McLaren, 105

3.º - Ferrari, 65

4.º - Lotus-Renault, 42

5.º - Mercedes, 26

6.º - Sauber, 8

7.º - Toro Rosso, 6

8.º - Force India, 4

9.º - Lotus, Williams, Virgin e HRT, zero.

Veja também:

video ESPN - VÍDEO - Vettel vence mais uma em dobradinha da Red Bull na Turquia

som ESTADÃO ESPN - Sebastian Vettel vence mais uma vez em dobradinha da Red Bull no GP da Turquia

som ESTADÃO ESPN - Vettel levanta seu terceiro troféu de vencedor na F1 em 2011

link Vettel diz que garantiu triunfo nas voltas iniciais do GP da Turquia

link Decepcionado, Barrichello diz que Williams precisa mudar carro

link Massa lamenta problemas nos boxes e cobra Ferrari

link Alonso comemora terceiro lugar e exalta trabalho da Ferrari na Turquia

link Hamilton culpa erro próprio por quarto lugar na Turquia

link Webber comemora segundo lugar após disputa com Alonso no GP da Turquia

link Equipes e FIA se reunirão em Barcelona para discutir novo motor na F1

link Ecclestone volta a negar venda da F1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.