Sem aderência, Massa diz que treino foi 'loteria'

Felipe Massa classificou o treino deste sábado, no novo Circuito das Américas, como "loteria". Para o brasileiro, o tipo de pneu escolhido para esta etapa da temporada e a falta de aderência na pista tornaram o treino imprevisível.

AE, Agência Estado

17 de novembro de 2012 | 20h37

"O treino foi praticamente uma loteria, com estes tipos de pneu neste asfalto. É difícil aquecê-los e você precisa percorrer várias voltas até estar apto a fazer um bom tempo", reclamou o piloto brasileiro, que vai largar em 6º neste domingo.

Ele ganhou uma posição no grid por causa da punição aplicada no francês Romain Grosjean, que caiu para 9º. Massa, então, pulou do 7º lugar, conquistado no treino deste sábado, para o 6º posto.

O brasileiro, porém, não ficou muito feliz com a mudança no grid. Nesta posição, Massa vai largar no lado esquerdo da pista, mais sujo em comparação ao direito. "Largar deste lado não vai ser nada bom. É a primeira vez que não estou feliz por ganhar uma posição", brincou.

Ao obter o 7º tempo no treino deste sábado, Massa superou o companheiro de equipe, Fernando Alonso, pela segunda vez neste ano. Na briga pelo título, o espanhol vai largar somente em 8º, após ser o 9º mais rápido da classificação - também foi beneficiado pela punição de Grosjean.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.