Divulgação/Fórmula E
Divulgação/Fórmula E

Sem Brasil, Fórmula E anuncia calendário da próxima temporada com 14 etapas

Competição terá início em Santiago e fim em Londres; há ainda uma data sem local definido

Redação, Estadao Conteudo

19 de junho de 2020 | 22h06

A direção da Fórmula E divulgou nesta sexta-feira o calendário da próxima temporada. O campeonato 2020-2021 terá 14 etapas, com início em Santiago e fim em Londres, e novamente sem a presença do Brasil. Há ainda uma data sem local definido na competição, que será toda realizada em 2021.

Com aprovação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a sétima temporada do campeonato de carros elétricos terá início em 16 de janeiro, na capital chilena. De lá, seguirá para a Cidade do México, em 13 de fevereiro. No mesmo mês, a cidade saudita de Diriyah vai receber uma rodada dupla, nos dias 26 e 27.

Em seguida, os destinos serão Sanya, na China (13 de março); Roma, na Itália (10 de abril); Paris (24 de abril), Mônaco (8 de maio) e Seul, na Coreia do Sul (23 de maio). A prova agendada para o dia 5 de junho ainda está sem local definido.

Na sequências, os pilotos vão correr em Berlim (19 de junho), Nova York (10 de julho) e em Londres, encerrando o campeonato com uma rodada dupla, nos dias 24 e 25 de julho.

O Brasil já esteve perto de entrar no calendário da F-E por duas vezes, com Rio de Janeiro e São Paulo. Mas, de última hora, as provas foram canceladas. Belo Horizonte e Brasília também já demonstraram interesse em sediar uma corrida da categoria.

Com dois títulos na F-E, o Brasil já tem tradição na competição. Atualmente, há dois pilotos no grid: Lucas Di Grassi (um dos campeões brasileiros) e Felipe Massa.

ATUAL TEMPORADA

O anúncio do novo calendário acontece apenas dois dias depois de a direção da F-E definir a solução para "resolver" o campeonato atual, totalmente afetado pela pandemia do novo coronavírus. A organização decidiu resumir o resto da temporada em apenas uma cidade: Berlim. O Aeroporto Tempelhof sediará seis corridas, em três rodadas duplas, em um intervalo de apenas nove dias em agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.