Sem chuva, Vettel supera Alonso e vence GP da Bélgica

Líder do campeonato, alemão mostra força de número 1 no circuito de SPA

AE, Agência Estado

25 de agosto de 2013 | 10h48

SPA - Sem se preocupar com as ameaças de chuva, Sebastian Vettel voltou a mostrar força neste domingo ao vencer com tranquilidade o GP da Bélgica, no Circuito de Spa-Francorchamps. O alemão superou o pole Lewis Hamilton logo na primeira volta e não teve dificuldade para abrir vantagem sobre Fernando Alonso, seu maior rival na briga pelo título. O espanhol terminou em 2.º e o piloto britânico, em 3º. Felipe Massa cruzou a linha de chegada em 7.º.

Atual tricampeão da Fórmula 1, Vettel deu mais um passo rumo ao quarto título ao acumular neste domingo sua quinta vitória na temporada, a 31.ª na carreira. O piloto da Red Bull alcançou os 197 pontos no campeonato, abrindo 46 de vantagem sobre Alonso (151). O espanhol subiu para o 2º lugar, deixando para trás Kimi Raikkonen. O finlandês foi superado também por Hamilton, agora com 139 pontos.

Sem chuva, maior temor da Red Bull, a largada em Spa-Francorchamps não chegou a ser imprevisível. O pole Hamilton não conseguiu segurar a ponta por muito tempo e foi ultrapassado por Vettel antes da terceira curva do traçado. Mas o maior destaque do início da prova foi Alonso. Ele saltou da 9.ª para a 5.ª colocação. Na sexta volta, já figurava em 3.º.

Companheiro do espanhol na Ferrari, Massa não teve o mesmo desempenho. Pressionado pelos rivais na largada, acabou perdendo duas posições. Passou do 10.º para o 12.º lugar. Acabou preferindo antecipar a primeira parada para troca de pneus, na 10ª volta. A decisão de mostrou acertada porque o brasileiro não demorou para aparecer em 8º, na volta 17. A primeira rodada de paradas aproximou Alonso de Vettel. O alemão parou na volta 15, logo após o espanhol e não teve problemas para manter a liderança. Alonso, por sua vez, deixou para trás Button, no caminho para os boxes, e Hamilton, com uma grande ultrapassagem. Logo os dois principais candidatos ao título da temporada já estavam próximos, separados por 7 segundos. Hamilton acompanhava a disputa de perto.

O trio manteve as primeiras posições mesmo depois da segunda rodada de paradas para nova troca de pneus. Alonso foi primeiro para os boxes, na volta 29, mas não conseguiu ameaçar Vettel no retorno à pista. O alemão fez sua troca duas voltas depois e passou a forçar o ritmo, abrindo até 14 segundos sobre o rival espanhol. Sem dificuldades, o piloto da Red Bull acelerou no trecho final após ser avisado, via rádio, sobre o risco de uma mudança no tempo. A chuva, porém, não apareceu. E Vettel voltou a subir no lugar mais alto do pódio, depois do terceiro lugar no GP da Hungria, última etapa antes do recesso de verão.

Longe da briga pelas primeiras posições, Felipe Massa fez uma corrida discreta, sem grandes momentos. O brasileiro, que sofreu com problemas no Kers (sistema de recuperação de energia) fez breve disputa com Button, por quem foi superado na metade da prova. E recebeu ameaças de Raikkonen. O finlandês só não levou maior perigo à 7ª posição do piloto da Ferrari porque precisou abandonar a prova.

A desistência de Raikkonen foi a maior surpresa da corrida. Por problemas no freio, o finlandês parou na 27.ª volta e encerrou a sequência de 27 corridas finalizadas na zona de pontuação. O piloto da Lotus manteve os 134 pontos no campeonato, mas caiu da segunda para a quarta colocação geral. Os pilotos da Fórmula 1 voltam à pista no dia 8 de setembro para a disputa do GP da Itália, no Circuito de Monza.

Confira a classificação final do GP da Bélgica:

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), em 1h23min42s196

2.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 16s869

3.º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 27s734

4.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 29s872

5.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), a 33s045

6.º - Jenson Button (ING/McLaren), a 40s794

7.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 53s922

8.º - Romain Grosjean (FRA/Lotus), a 55s846

9.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), a 1min09s567

10.º - Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), a 1min13s470

11.º - Sergio Perez (MEX/McLaren), a 1min21s936

12.º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1min26s740

13.º - Nico Huelkenberg (ALE/Sauber), a 1min28s258

14.º - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), a 1min40s636

15.º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 1min47s456

16.º - Giedo van der Garde (HOL/Caterham), a 1 volta

17.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1 volta

18.º - Jules Bianchi (FRA/Marussia), a 1 volta

19.º - Max Chilton (ING/Marussia), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)

Charles Pic (FRA/Caterham)

Paul di Resta (ESC/Force India)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.