Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Michael Dodge/EFE
Michael Dodge/EFE

Sem Fórmula 1, Hamilton faz desabafo: 'Sinto falta de correr todos os dias'

Hexacampeão mundial, inglês lamenta a crise causada pela pandemia do coronavírus e o fato de ser obrigado a ficar longe das pistas

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2020 | 10h02

Hexacampeão mundial de Fórmula 1 e vencedor em todas as categorias do automobilismo ao lonfo da carreira, o inglês Lewis Hamilton fez um desabafo nesta segunda-feira em suas redes sociais. Confinado em sua casa na Inglaterra por causa da pandemia do novo coronavírus, o piloto da Mercedes relatou que sente muita falta de estar nas pistas, coisa que ele não deixou de fazer desde que se sentou em um carro de kart aos oito anos de idade.

"Eu sinto falta de correr todos os dias. É a primeira vez desde os 8 anos que não inicio uma temporada. Quando você vive e respira algo que ama, quando desaparece, definitivamente existe um grande vazio. Mas sempre há pontos positivos a serem tirados desses tempos. No momento, todos temos tempo para refletir sobre a vida, nossas decisões, nossos objetivos, as pessoas que temos ao nosso redor, nossas carreiras. Hoje, vemos céus mais claros em todo o mundo, menos animais sendo abatidos para o nosso prazer, simplesmente porque nossas demandas são muito menores", escreveu Hamilton em seu Instagram.

Mesmo triste por não poder competir, o hexacampeão mundial destacou que esse período de quarentena tem servido para o mundo fazer um balanço para que, após o controle da pandemia, as atividades sejam retomadas da melhor forma. "Não vamos voltar da mesma forma que passamos neste momento difícil, vamos sair com mais conhecimento do nosso mundo, mudando nossas escolhas e hábitos. Vamos sair disso como um novo nós, um novo revigorado, mais apto, mais saudável e mais focado, mas, acima de tudo, mais gentil, mais generoso e gracioso, e cuidar do nosso mundo e das pessoas nele", completou.

Hamilton tem sido muito ativo em suas redes sociais neste período de quarentena em quase todo o planeta. Ele sempre faz alertas aos seus fãs sobre a necessidade de se obedecer as recomendações das autoridades de saúde e ainda destaca a importância da lavagem correta das mãos, segundo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com a Fórmula 1, o plano é realizar entre 15 e 18 corridas na temporada de 2020, com começo previsto para o dia 5 de julho, na Áustria. Na sequência, o campeonato passaria por outros países da Europa e se deslocaria para Ásia, Américas e Oriente Médio, terminando em dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.