Sem resultados, dirigentes da Toyota recebem pressão na F-1

Investidores querem que escuderia apresente evolução até o ano de 2010; equipe ainda perde patrocínio

02 de janeiro de 2008 | 13h17

Os integrantes da Toyota estão pressionados. Investidores esperam que a equipe apresente resultados e conquiste vitórias na Fórmula 1 até o ano de 2010.   De acordo com Tadashi Yamashina, chefe da equipe, o time precisa resolver problemas aerodinâmicos nos carros que serão utilizados nesta temporada.   "Nós precisamos aumentar o nível de nossa organização para nos tornarmos uma grande equipe", conta Yamashina em entrevista à revista Motorsport. "Temos dois anos para avançar mais na preparação dos carros."   A Toyota também perdeu nesta quarta-feira o seu patrocínio com a empresa aérea Kingfisher Airlines, que agora vai investir em sua própria escuderia, a Force India.   Os pilotos da Toyota para 2008 serão o italiano Jarno Trulli e o alemão Timo Glock.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Toyota

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.