Senna: tribunal abre novo processo

O Tribunal de Apelações de Bolonha decidiu abrir um novo processo para apurar as circunstâncias da morte do piloto Ayrton Senna, ocorrida no dia 1º de maio de 1994 no circuito de Ímola, na Itália. O Supermo Tribunal da Itália havia invalidado - com uma sentença de 14 de janeiro de 2003 - a decisão de um primeiro processo de apelação que absolvia o dono da escuderia, Frank Williams e seus dois colaboradores, Patrick Head e Adrian Newey por homicídio involuntário. A mais alta jurisdição do país devolveu o processo ao Tribunal de Bolonha e relacionou uma série de pontos nos quais informava que ainda pairavam dúvidas. Ao volante da Williams FW16, Senna liderava a prova em Ímola, quando na curva Tamburello perdeu o controle do carro, que bateu violentamente no muro de cimento. Transportado para um hospital, o brasileiro morreu em conseqüência de traumas sofridos na cabeça.

Agencia Estado,

22 Abril 2005 | 16h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.