Divulgação/Red Bull
Divulgação/Red Bull

Sette Câmara é anunciado como piloto reserva da Red Bull e da AlphaTauri na F-1

Anúncio vem um dia após o brasileiro confirmar o fim do seu vínculo com a McLaren

Redação, Estadão Conteúdo

09 de março de 2020 | 10h02

Um dia após confirmar o fim do seu vínculo com a McLaren, Sergio Sette Câmara conseguiu permanecer nos paddocks da Fórmula 1 em 2020. Nesta segunda-feira, o brasileiro foi anunciado pela Red Bull como piloto reserva e de testes da equipe e também da AlphaTauri (como passou a ser denominada a Toro Rosso).

Sette Câmara dividirá a função com o suíço Sebastien Buemi, realizando trabalhos em simuladores dos carros e também viajando para as corridas da temporada 2020, ficando à disposição das equipes, além de participar de eventos. Assim, deve estar já no próximo fim de semana em Melbourne, palco do GP da Austrália, prova que abrirá o campeonato no próximo domingo.

Piloto de testes e de desenvolvimento da McLaren em 2019, Sette Câmara, de 21 anos, já teve vínculo com a Red Bull, tendo feito parte do seu programa júnior em 2016. "Estou extremamente feliz em participar da temporada 2020", disse. "Eu assisto à Fórmula 1 desde os cinco anos e me sinto honrado por receber essa oportunidade", afirmou o brasileiro. "Me preparei muito e estou pronto para encarar os desafios cada vez maiores que minhas funções na F-1 irão exigir", acrescentou.

Tendo terminado a temporada 2019 da Fórmula 2 na quarta posição, Sette Câmara possui pontuação suficiente para ter a licença exigida para participar de provas da F-1. Para 2020, o brasileiro também fechou acordo para ser piloto reserva da equipe Dragon na Fórmula E. Ele ainda participou de testes da pré-temporada da Fórmula Indy.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Red Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.