Matt Dunham/AP
Matt Dunham/AP

Silverstone acerta para receber GP inglês por 17 anos

Para receber a prova por esse tempo,autódromo passará por mudanças - nova área de boxes será construída

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2009 | 09h54

O GP da Inglaterra, mais tradicional etapa da Fórmula 1, está garantido no calendário da categoria em 2010. E, nos próximos 17 anos, a prova será realizada no autódromo de Silverstone, que recebeu a primeira corrida do Mundial, em 13 de maio de 1950.

O acordo que garantiu a permanência do GP inglês no circuito foi costurado entre o Clube de Pilotos Britânicos (BRDC) e Bernie Ecclestone, dono dos direitos comerciais da Fórmula 1. Para receber a prova por um período tão longo, o autódromo passará por mudanças. Em 2011, uma nova área de boxes será construída.

Até a confirmação desta segunda-feira, a Inglaterra corria risco de ficar fora do calendário pela primeira vez na história. A ideia inicial de Ecclestone era colocar a corrida em Donington Park, mas os promotores da prova não conseguiram recolher fundos para as reformas no autódromo.

VEJA TAMBÉM:
\"especial\" MERCADO - A dança das cadeiras
\"lista\" F-1 - Leia mais sobre a categoria
blog LIVIO - F-1, viagens e tecnologia
"Sempre acreditamos que o GP da Inglaterra era importante para a Fórmula 1 mas, quando se negocia com Bernie [Ecclestone], nunca é bom ter muita certeza. No fim das contas, pelo menos garantimos que haverá a corrida", comemorou Richard Phillips, diretor do circuito.

Além de Phillips, quem teve participação importante nas negociações foi Damon Hill, campeão da Fórmula 1 em 1996. O ex-piloto é presidente do BRDC e comemorou o acerto com Ecclestone. "Agora sim podemos dizer que Silverstone é a casa do automobilismo", disse. Na próxima temporada, a pista também receberá uma etapa da MotoGP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.