Steven Tee/LAT Images
Steven Tee/LAT Images

Sob calor e diante de pontos turísticos, 1ª corrida de NY pode decidir F-E

Francês Jean-Eric Vergne pode garantir o título da categoria se chegar, no mínimo, em terceiro lugar

Felipe Rosa Mendes, Estadao Conteudo

13 de julho de 2019 | 12h48

Sob forte calor e com vistas para alguns dos principais pontos turísticos de Nova York, a primeira corrida da etapa norte-americana da Fórmula E poderá decidir o título da temporada neste sábado, com largada às 17h04 (horário de Brasília). O brasileiro Lucas di Grassi é um dos candidatos ao troféu, apesar do favoritismo do francês Jean-Eric Vergne.

Como acontece numa etapa do campeonato de carros elétricos, todos os treinos, classificação e corrida são realizados no mesmo dia. No caso de Nova York, haverá duas provas, uma neste sábado e outra no domingo.

Para encarar esta "maratona", os pilotos terão que superar também o forte calor da cidade norte-americana nesta época do ano. Na sexta-feira, os termômetros superaram os 35 graus. O mesmo deve acontecer ao longo deste sábado. O vento também poderá ser um obstáculo porque o circuito de rua foi montado no Porto do Brooklyn, diante do encontro dos rios Hudson e East.

Do autódromo improvisado é possível avistar a famosa Estátua da Liberdade e alguns dos mais importantes arranha-céus da cidade, como o novo prédio do World Trade Center e o Empire State Building.

O público comparece em bom número para a primeira corrida da etapa. De acordo com a organização, todos os ingressos já foram vendidos para as duas provas. A expectativa é de que 25 mil pessoas circulem pelo local entre este sábado e domingo.

Nos circuitos da Fórmula E, o público pode ficar mais próximo das marcas e até dos pilotos. Antes das primeiras atividades do dia na pista, é possível interagir com as empresas em suas ativações publicitárias. Há até motos elétricas da fabricante Harley-Davidson para rápidos testes em instalações adaptadas.

O público norte-americano poderá ver a decisão do título já neste sábado. Vergne, da equipe DS Techeetah, tem 32 pontos de vantagem sobre Di Grassi na classificação geral. Para manter as chances de título ao menos até a última corrida, no domingo, o brasileiro da equipe Audi precisa vencer e torcer para Vergne não passar do terceiro lugar neste sábado.

O francês pode ser campeão mesmo sem pontuar nesta primeira corrida do fim de semana. Basta que Di Grassi não passe do nono posto e isso se o brasileiro somar os quatro pontos extras em disputa - três pela pole position e um pela volta mais rápida na corrida. Se isso não ocorrer, o piloto da Audi precisará terminar ao menos no sexto lugar para adiar o título do rival, desde que Vergne não pontue ao longo deste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.