Stock Car tem dois pilotos pegos no doping, mas substâncias não são reveladas

Mais dois pilotos brasileiros que competem na Stock Car foram flagrados em exames antidoping. Nesta terça-feira, os organizadores da categoria informaram que Lucas Foresti (AMG Motorsport) e Rafa Matos (Schin Racing Team) estão suspensos temporariamente por 30 dias, ficando de fora da última etapa da temporada 2015, dia 13 de dezembro, em Interlagos.

Estadão Conteúdo

24 Novembro 2015 | 17h37

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) publicou ofício do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do automobilismo à entidade, mas o documento não cita quais as substâncias proibidas encontradas no organismo dos pilotos, nem revela quando foram feitos os exames.

Os documentos, datados de 19 de novembro, citam que essas informações constavam em papelada anexa enviada à CBA, mas a confederação não disponibilizou esses documentos em seu site oficial. A Stock ressalta que os exames foram colhidos por empresas especializadas e credenciadas pela Agência Mundial Antidoping. Desde 2012, já são quatro casos na categoria.

Rafa Matos, de 34 anos, começou a carreira em categorias de monopostos nos Estados Unidos, vencendo a Indy Lights em 2008. No ano seguinte, foi o melhor novato da Indy. Desde 2012 está na Stock Car. Na temporada 2015, ocupa a 21.ª colocação.

Já Lucas Forseti, de 23 anos, passou pela Fórmula 3 sul-americana e, neste ano, se tornou o mais jovem vencedor de uma prova da Stock Car, após vencer em Curitiba, há pouco mais de um mês. De acordo com o site motorsport.com, Forseti caiu no doping, por anabolizante, exatamente nesta etapa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.