Super Aguri afirma que estará no grid de Melbourne

Com o menor orçamento entre os competidores, equipe japonesa busca investimentos na Fórmula 1

ALASTAIR HIMMER, REUTERS

29 de fevereiro de 2008 | 10h56

A equipe Super Aguri confirmou nesta sexta-feira que seus carros estarão no grid de largada do Grande Prêmio da Austrália, em 16 de março, que abre a temporada da Fórmula 1, em Melbourne. A equipe japonesa desistiu de participar do último teste da pré-temporada, nesta semana, enquanto negocia com possíveis investidores, mas garantiu que um desentendimento sobre as peças dos carros foi o motivo para não mandar seus pilotos às pistas. "O cancelamento foi porque algumas peças não chegaram em tempo", disse à Reuters o co-proprietário da Super Aguri Fumio Akita. "Estamos nos arrumando apressadamente para o início da temporada." "Foi muito difícil no ano passado e esse ano está da mesma forma. Mas vamos estar no grid em Melbourne. Não estamos preocupados de forma alguma em ficar de fora." O dono da Super Aguri, Aguri Suzuki, ainda espera atrair investidores para ajudar a melhorar o desempenho da equipe, que tem o menor orçamento da Fórmula 1. "As negociações ainda estão acontecendo e me disseram que há potenciais investidores", disse Akita. "Obviamente, temos que pensar no futuro e no que é melhor para a equipe." O grupo indiano Spice negociou com Aguri no mês passado sobre a possibilidade de comprar parte da equipe, e Akita não descarta a venda completa da equipe lanterninha da F-1. "Pode ser 100 por cento. Mas obviamente qualquer patrocinador ou investigador que deixe a infra-estrutura lá e apoie a equipe a melhorar os resultados seria ideal", disse ele. "Se você não tiver Aguri, você provavelmente perde o fornecimento de motores da Honda. Se os investidores vierem e dizerem que podem trazer motores BMW, ai é uma história diferente."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Super Aguri

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.