Super Aguri consegue apoio das equipes

Depois de Pablo Montoya, pai de Juan Pablo Montoya, titular da McLaren, revelar boatos de que a Renault deixaria a Fórmula 1 em 2007, nesta quarta-feira o ex-piloto japonês Aguri Suzuki revelou apoio das dez equipes da categoria para que sua escuderia possa se inscrever fora de prazo e já estréie em 2006. A equipe terá motores Honda e deve assinar com Takuma Sato, ex-BAR, como um dos pilotos. A escuderia Super Aguri precisa agora da permissão da Federação Internacional de Automobilismo para que possa se inscrever oficialmente. Sua proposta tinha sido negada em novembro porque Aguri Suzuki não tinha feito o depósito obrigatório de US$ 48 milhões dentro do prazo. Assim, a equipe só seria aceita para 2006 com aprovação unânime das rivais ? e conseguindo aprovação de todas as condições técnicas. ?Queria agradecer a todas as equipes e assegurar que a Super Aguri fará seu máximo para corresponder às expectativas?, disse Aguri Suzuki.

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2005 | 17h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.