Efrem Lukatsky/ AP Photo
Efrem Lukatsky/ AP Photo

Superado por Stroll, Massa elogia canadense e culpa pneus por resultado modesto

Piloto brasileiro largará na 9ª posição no GP do Azerbaijão neste domingo

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2017 | 16h34

O brasileiro Felipe Massa admitiu ter se decepcionado com o seu desempenho no treino de classificação do GP do Azerbaijão. Neste sábado, o brasileiro garantiu apenas o nono lugar no grid de largada no treino de classificação no circuito de Baku e culpou os problemas com os pneus, além de uma bandeira vermelha na parte final da atividade, pelo modesto desempenho.

"Não foi um bom treino de classificação para mim. Sofremos para que os pneus funcionassem. Eu travei os pneus da frente o tempo todo e foi difícil entrar nas curvas. O carro estava melhor para mim com pneus usados do que com os novos conjuntos. A bandeira vermelha também não nos ajudou, então meu treino de classificação não foi bom", afirmou o brasileiro.

Além de ser mais lento do que os carros de Mercedes e Ferrari, como vem sendo recorrente nesta temporada, Massa também foi superado pelos bólidos da Force India, por um Red Bull, do holandês Max Verstappen, e Lance Stroll. Essa será a primeira vez que o canadense, o seu companheiro de equipe na Williams, largará na sua frente, o que rendeu elogios do brasileiro.

"Estou muito feliz por Lance ter feito um bom trabalho. Ele conseguiu fazer um bom tempo. Ele estava na briga hoje (sábado) conseguiu que os pneus funcionassem melhor do que eu", afirmou Massa, que já havia sido mais lento do que Stroll nos treinos livres de sexta-feira em Baku.

Ainda assim, Massa exibiu otimismo para a prova deste domingo, que tem início previsto para as 10 horas (de Brasília), garantindo ter perspectivas de obter um bom resultado. "Agora precisamos nos concentrar e juntar tudo para a corrida amanhã (domingo). Estou ansioso e confiante de que o resultado pode ser melhor do que hoje (sábado)", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Fórmula 1Felipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.