Takuma Sato recebe alta dos médicos

O japonês Takuma Sato, da Jordan, deixou hoje o Hospital de Graz, onde foi internado domingo após grave acidente durante o Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1. Durante a corrida, o piloto teve seu carro violentamente atingido na lateral pela Sauber de Nick Heidfeld e chegou a ficar preso nas ferragens do cockpit. Segundo os médicos, Sato, que foi transportado do autródromo para o hospital de helicóptero, não sofreu fraturas ou qualquer ferimento grave, mas por causa do choque lateral, os especialistas acharam melhor que o piloto passasse a noite em observação no hospital. A atitude seria uma precaução contra qualquer eventual problema neurológico que o japonês pudesse apresentar como efeito colateral do acidente. "Estou em perfeitas condições. As pernas e os joelhos doem um pouco mas isso é tudo", disse o piloto, que acredita que ter sido salvo da morte pelo cockpit de alta resistência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.