Divulgação
Divulgação

Temporada 2015 da Stock Car reúne diferentes gerações

Pilotos novatos terão como concorrentes veteranos das pistas

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

21 Março 2015 | 17h00

A Stock Car de 2015 aponta para uma transferência de gerações do automobilismo brasileiro. A categoria vê despontar uma nova ala jovem e reúne pilotos de variadas idades, inclusive até pai e filho.

Daniel Serra não era nascido quando o pai, Chico, disputou a Fórmula 1, entre 1981 e 1983. Na prova de Goiânia, o filho convidou o veterano, que tem três títulos da Stock Car, para ser a sua dupla na prova de revezamento. Na corrida em Goiânia, aliás, Chico vai reencontrar na pista Ingo Hoffmann, dono de 12 títulos na Stock Car, e antigo rival. 

Ingo, de 62 anos, é o piloto convidado de Rubens Barrichello e será o mais velho na pista. Enquanto isso, Felipe Fraga, 43 anos mais jovem do que o veterano, estreou no ano passado com duas vitórias e começa a despontar como nova sensação da Stock Car. 


Também continuam na categoria nomes experientes com passagens pela Fórmula 1, como Luciano Burti, Ricardo Zonta e Antonio Pizzonia, além de Bia Figueiredo, com experiência na Fórmula Indy. Outro grande exemplo da transição de gerações é a dupla Piquet e Senna. Respectivamente filho e sobrinho de tricampeões mundiais também aparecem como convidados na etapa, assim como o francês Nicolas Prost.

Mais conteúdo sobre:
velocidade Stock Car

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.