Gero Breloer/AP
Gero Breloer/AP

'Tenho de tirar o chapéu para Vettel', afirma Webber

Terceiro colocado no campeonato, australiano diz que novo campeão 'conseguiu o timing certo'

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2010 | 17h53

ABU DABI - O australiano Mark Webber se mostrou conformado, neste domingo, com o fato de não ter conseguido lutar pelo título mundial no GP de Abu Dabi. Terceiro colocado ao final do campeonato com a oitava colocação obtida na prova dos Emirados Árabes, o piloto da Red Bull se rendeu ao bom desempenho do companheiro de equipe, Sebastian Vettel, que ganhou a corrida e se sagrou campeão pela primeira vez.

Veja também:

link Vettel é o novo campeão da Fórmula 1

link Alonso se diz conformado com perda do título

"Eu tentei o melhor que podia e nós (equipe e piloto) fizemos tudo que podíamos, mas no final não foi o suficiente. Você tem que tirar o chapéu para o Sebastian. Ele fez um grande trabalho durante todo o ano e levou o campeonato na última corrida. Ele conseguiu o timing certo e o parabenizo totalmente pelo Campeonato Mundial", afirmou Webber, para depois admitir a decepção por ter visto de perto a possibilidade de ser campeão.

"Eu estava com uma chance de ganhar o campeonato até a última corrida, então eu devia estar fazendo algo certo e no final há uma série de coisas positivas. Sinto que eu pilotei muito bem durante a maior parte da temporada e isso é o que é o mais importante para mim", disse.

Em seguida, o australiano lembrou que apenas um piloto pode chegar em primeiro lugar e as decepções fazem parte do mundo esportivo. "Este final de semana as coisas não aconteceram e é uma pena, mas tenho muito tempo para refletir nas próximas semanas e olhar para os altos e baixos, mas o esporte é assim algumas vezes", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Red BullMark WebberRed Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.