Mark Thompson/AFP Photo
Mark Thompson/AFP Photo

'Tentamos lutar, mas fomos batidos com justiça', diz Vettel após GP dos EUA

Piloto alemão da Ferrari ficou na 2ª posição e conseguiu adiar título de Lewis Hamilton

Estadão Conteúdo

22 Outubro 2017 | 21h18

O alemão Sebastian Vettel lamentou neste domingo a segunda colocação obtida no GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, em Austin. Depois de tomar a liderança na largada, o piloto da Ferrari foi ultrapassado algumas voltas depois por Lewis Hamilton, que venceu a prova.

+ Leia mais notícias sobre velocidade

+ Massa celebra nona colocação nos EUA: 'Foi definitivamente um bom resultado'

+ Hamilton vence GP dos EUA, mas Vettel é segundo e impede título antecipado

+ Hamilton parabeniza Mercedes e admite surpresa por passividade de Vettel

O resultado sintetizou a superioridade da Mercedes na temporada, que conquistou o Mundial de Construtores antecipadamente neste domingo. Os resultados ainda deixaram Vettel com 265 pontos, contra 331 de Hamilton, que precisa apenas de um quinto lugar nas últimas três corridas para conquistar o tetracampeonato.

"Não era a corrida para vencermos. Tentamos lutar, mas fomos batidos com justiça", reconheceu o piloto alemão. "Eu não esperava lutar tanto. Foi até um pouco melhor do que esperávamos, mas a corrida já estava perdida no fim."

Vettel avaliou também a ultrapassagem de Hamilton no início da prova. "Lewis conseguiu facilmente encontrar o espaço", admitiu. "Tentei bloqueá-lo, talvez até poderia ter feito um pouco mais, mas ele estava muito mais rápido e realmente não importaria."

A ultrapassagem, reiterou o piloto da Ferrari, frustrado com o ritmo do carro, não fez grande diferença no resultado final. "É frustrante perder a liderança quando você a tem, mas, com a diferença de ritmo entre nós e eles hoje (domingo), provavelmente não ganharíamos."

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.