Terceiro, Hamilton aponta Red Bull inalcançável no Japão

O inglês Lewis Hamilton garantiu o terceiro lugar no grid de largada do GP Japão, que será disputado neste domingo no circuito de Suzuka, e declarou que ficou satisfeito com o resultado. Para o piloto da Mercedes, que apontou mudanças na pista entre os treinos livres de sexta-feira e a sessão de classificação deste sábado, era impossível superar os pilotos da Red Bull, o australiano Mark Webber e o alemão Sebastian Vettel, os dois primeiros colocados do grid de largada.

AE, Agência Estado

12 de outubro de 2013 | 13h05

"A direção do vento mudou durante a sessão de treinos de ontem e isso mudou as características do circuito, que parecia que tinha muito mais aderência. O terceiro lugar é um resultado ótimo na classificação, mas os Red Bull estavam fora do alcance hoje", disse.

Apesar da supremacia da Red Bull, Hamilton fez elogios ao carro da Mercedes. "Estou muito feliz com a terceira posição no grid e a equipe tem feito um grande trabalho neste fim de semana, por isso agradeço a todos pelo seu trabalho árduo. Parece-me que temos um pacote melhor aqui do que tivemos por um tempo e senti o carro incrível para pilotar", afirmou.

Para tentar alcançar o difícil objetivo de superar a Red Bull, Hamilton aposta na administração dos pneus e em uma boa largada no GP do Japão. "Administrar a degradação dos pneus será a chave amanhã, então espero que possamos ter um bom início do lado limpo do grid, e depois ver o que podemos fazer a partir daí contra os caras da frente", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.