Terceiro lugar desaponta Rubinho

Depois de Michael Schumacher, o piloto com maiores chances de ganhar a corrida, Rubens Barrichello, não estava muito contente com o terceiro lugar no grid. "Perdi os minutos finais do warm-up e, dessa forma, não pude treinar com o carro ajustado como na classificação.Isso fez diferença." Rubinho ficou em terceiro a 230 milésimos de Schumacher. O piloto rodou e ficou na caixa de brita no warm-up. O terceiro tempo, lembrou, lhe permite largar na parte limpa da pista, o que em Ímola pode fazer diferença significativa.A tendência é de a maioria dos pilotos optar neste domingo por duas paradas. Pode haver uma variação em qual volta irão realizar os pit stops, mas será difícil alguém tentar completar as 62 voltas com apenas um. "O consumo de freios aqui é elevado e o carro pesado submete o sistema a esforços ainda maiores", comentou Antonio Pizzonia, da Jaguar, 15º no grid. O amazonense deu a antender que existe diferença de estratégia entre ele e o veloz companheiro, Mark Webber, quinto no treino deste sábado. Pizzonia deverá fazer duas paradas diante de três do australiano.Cristiano da Matta, da Toyota, é o 13º no grid. "Claro que sempre existe o que melhorar no carro, mas do ponto de vista da pilotagem hoje fiquei satisfeito." Seu parceiro, Olivier Panis, larga em décimo.E a McLaren e a Renault, hein? Kimi Raikkonen, líder do Mundial, fez apenas o sexto tempo, enquanto David Coulthard, o 12º. Os dois disseram ter errado na volta lançada. "Já vimos este ano que tudo pode acontecer nas corridas. Portanto sair lá de trás não quer dizer que estamos fora da luta", falou o escocês. A McLaren, comentou-se no autódromo, teria optado pelos pneus mais duros da Michelin, apostando que hoje irá fazer calor em vez de chover. Fernando Alonso, da Renault, registrou neste sábado o oitavo tempo e Jarno Trulli, o 16º. "Acho que dá para somar mais alguns pontos", afirmou Alonso, resignado com o fato de num traçado onde o motor conta muito seu carro não produzir nos treinos o que mostrou nos outros circuitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.