Testes da F-1 no Bahrein podem mudar para Barcelona

O Circuito da Catalunha, em Barcelona, está pronto para abrigar a sessão final de testes da Fórmula 1, caso o Bahrein não tenha condições de recebê-lo devido aos protestos contra o governo no país do Golfo Pérsico. Salvador Servia, diretor do circuito, disse nesta sexta-feira que a pista estará disponível entre os dias 3 e 6 de março, após ser questionado pela Associação de Equipes da Fórmula 1 (Fota, na sigla em inglês).

AE-AP, Agência Estado

18 de fevereiro de 2011 | 13h13

Uma etapa da GP2 Ásia no circuito de Bahrein foi cancelada na quinta-feira após a repressão contra os protestos deixar ao menos cinco mortos. A situação tensa também lançou dúvidas sobre a corrida de abertura da temporada da Fórmula 1, marcada para o dia 13 de março no mesmo circuito.

Secretário-geral da Fota, Simone Perillo disse nesta sexta-feira que as equipes se reuniram no circuito na sexta-feira para "analisar a situação". "As consultas são realizadas sobre as possibilidades e toda logística com o que está acontecendo no Bahrein", disse Perillo. "Se as coisas não se acalmarem teremos de considerar as possibilidades".

Perillo revelou que as equipes também discutiram as opções sobre a primeira corrida da

temporada, mas disse que era "muito cedo" para falar sobre o cancelamento ou adiamento do GP do Bahrein. Bernie Ecclestone, chefão da Fórmula 1, afirmou que vai esperar até a próxima semana para decidir sobre a corrida, embora nesta sexta-feira ele tenha adotado postura mais otimista. "As pessoas nos dizem ''está tudo calmo, sem problemas''", disse Ecclestone à BBC. "Eu estou mais otimista hoje. Espero que não precise fazer nada".

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1testesBarcelonaBahrein

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.