Divulgação/Toro Rosso
Divulgação/Toro Rosso

Toro Rosso apresentará novo carro antes do início dos testes em 26 de fevereiro

Equipe, que antes possuía acordo de parceria com a Renault, passará a utilizar os motores fornecidos pela Honda

Estadão Conteúdo

30 Janeiro 2018 | 17h42

A Toro Rosso anunciou nesta terça-feira a data da apresentação do seu carro para o campeonato de 2018 da Fórmula 1. Ela está agendada para 26 de fevereiro, horas antes da realização da primeira sessão de testes coletivos da pré-temporada no circuito de Barcelona, na Espanha.

+ Após 500 Milhas da Indy e Daytona, Alonso é confirmado nas 24 Horas de Le Mans

O STR13 terá uma grande novidade. A partir de 2018, a Toro Rosso, que antes possuía um acordo de parceria técnica com a Renault, passará a utilizar os motores fornecidos pela Honda.

E essa não será a única novidade da equipe na próxima temporada. Em 2018, a Toro Rosso terá o neozelandês Brendon Hartley e o francês Pierre Gasly como seus pilotos titulares. No ano passado, eles participaram de provas no fim do campeonato pela equipe e agora começarão o campeonato como titulares, diante das saídas de Carlos Sainz Jr., que foi para a Renault, e do russo Daniil Kvyat, dispensado e que se tornou piloto reserva da Ferrari.

Será, então, com Hartley e Galsy como titulares que a Toro Rosso tentará superar o desempenho de 2017, quando fechou o Mundial de Construtores na sétima colocação, com 23 pontos.

Com o anúncio da Toro Rosso, apenas Red Bull, Force India e Haas não determinaram quando seus carros serão lançados. A Williams apresentará o seu em 15 de fevereiro, Sauber e Renault o farão no dia 20, Mercedes e Ferrari vão lançá-los no dia 22 e o bólido da McLaren será conhecido no dia 23.

Os testes coletivos da Fórmula 1 serão realizados entre 26 de fevereiro e 1º de março e de 6 a 9 de março. Já a temporada 2018 será aberta com o GP da Austrália em 25 de março.

Mais conteúdo sobre:
automobilismo Fórmula 1 Toro Rosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.