Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Toro Rosso confirma Gasly e Hartley para temporada 2018 da F-1

Pilotos que estrearam no meio do campeonato seguirão na escuderia satélite da Red Bull no próximo ano

Estadão Conteúdo

16 Novembro 2017 | 15h18

A Toro Rosso confirmou nesta quinta-feira sua dupla de pilotos para a próxima temporada da Fórmula 1. O time italiano terá em 2018 o francês Pierre Gasly e o neozelandês Brendon Hartley, dupla que defende atualmente a equipe na reta final do campeonato deste ano. Eles ainda correrão juntos em 2017 em Abu Dhabi, no dia 26.

+ Pirelli cancela testes em Interlagos após assaltos

Tanto Gasly quanto Hartley estrearam na F-1 de forma inesperada neste ano. Ambos entraram no decorrer do campeonato. Gasly, campeão da GP2 do ano passado, substituiu o russo Daniil Kvyat, trocado antes do GP da Malásia por baixo rendimento. Kvyat ainda tinha esperança de retornar ao time em 2018, mas acabou sendo dispensado de forma definitiva nesta quinta.

Hartley, por sua vez, entrou na equipe no GP dos Estados Unidos para substituir o espanhol Carlos Sainz Jr, que se transferiu para a Renault. O neozelandês soma apenas três corridas disputadas. Correu também no México e no Brasil, no Autódromo de Interlagos, no fim de semana passado.

"Estamos muito felizes por ter Pierre e Brendon confirmados para 2018. Nesta parte final da temporada, eles mostraram que estão prontos para a Fórmula 1, com boa adaptação aos carros e exibindo boas performances", declarou Franz Tost, chefe de equipe da Toro Rosso. "Estamos impressionados pelas incríveis curvas de aprendizado deles. Não são todos os pilotos que conseguem se adaptar rapidamente à F-1 assim."

Com o anúncio da Toro Rosso, mais duas vagas estão fechadas para o campeonato de 2018. Agora somente duas equipes ainda tem lugares disponíveis para a próxima temporada: Williams e Sauber.

Na equipe britânica, somente o canadense Lance Stroll está garantida. Eles ainda atuam para definir o futuro substituto de Felipe Massa. O favorito é o polonês Robert Kubica, que tem a concorrência do escocês Paul Di Resta, do alemão Pascal Wehrlein e até do russo Daniil Kvyat, dispensado pela Toro Rosso. Já a Sauber tem as duas vagas em aberto.

Mais conteúdo sobre:
Velocidade Fórmula 1 Toro Rosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.