Toro Rosso diz ser cedo para Ricciardo ir à Red Bull

Um dos nomes mais cotados para substituir o australiano Mark Webber na Red Bull a partir da temporada 2014 da Fórmula 1, Daniel Ricciardo ganhou um opositor na sua provável ascensão. Nesta quarta-feira, Franz Tost, seu chefe na Toro Rosso, o elogiou, mas considerou ser cedo para o piloto da Austrália se transferir para a Red Bull.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 10h22

"É cedo. Ele não tem tido um enorme sucesso na Fórmula 1 até agora, e eu não digo isso no sentido de pilotagem, mas o sucesso muda você mentalmente. Você pode dizer a si mesmo: ''eu posso fazer isso''. É um jogo mental", disse Tost, em entrevista ao site oficial da Fórmula 1.

Ricciardo está na Fórmula 1 desde 2011 e tem o sétimo lugar no GP da China neste ano como o seu principal resultado. Mesmo assim, o australiano é um dos nomes mais cotados para substituir o compatriota Webber, até pela ligação da Red Bull com a Toro Rosso. Ele inclusive participou recentemente dos testes em Silverstone pela equipe.

Tost, porém, fez elogios a Ricciardo, mas lembrou que correr na Red Bull será um grande desafio para o australiano. "Eu acho que uma análise mostra que Daniel está forte até agora, especialmente no treino de classificação, em que ele elevou o seu nível de forma contínua. Ainda há metade da temporada pela frente e ele pode ganhar ainda mais experiência. Nunca devemos esquecer de uma coisa: ele estaria se transferindo para a Red Bull, o time campeão do mundo três vezes", disse.

Para o dirigente, Ricciardo é o favorito a ser escolhido para correr na Red Bull em 2014. "A probabilidade é bastante elevada. A Red Bull está mostrando interesse em Daniel (Ricciardo) e a decisão será tomada dentro de Red Bull. Portanto, não há nenhuma decisão ainda, mas o meu entendimento agora é que poderia, de fato, ser Daniel", comentou.

O chefe da Toro Rosso acredita que a Red Bull vai anunciar o nome do companheiro do alemão Sebastian Vettel na temporada 2014 da Fórmula 1 em pouco mais de um mês, encerrando o mistério. "Meu palpite é que será no início de setembro", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.